Brasília-DF,
16/DEZ/2017

Série passa por cinco países e mostra exuberâncias naturais e animais

Dirigida e apresentada pelo brasileiro Lawrence Wahba, a série documental Todas as manhãs do mundo estreia no National Geographic

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Publicação:04/10/2015 06:00Atualização:02/10/2015 12:55
 Lawrence Wahba (Divulgação/ National Geographic)
Lawrence Wahba

Série Todas as manhãs do mundo traz Lawrence Wahba em imagens impressionantes sobre a harmonia do reino animal.
Divididas em cinco episódios de 45 minutos, as filmagens fazem um passeio por cinco países de exuberância natural e exibem com detalhes a rotina dos animais.
Foram 42 semanas de gravação ao longo de dois anos. O trabalho possibilitou imagens impressionantes sobre a vida animal no Brasil, no Canadá, no México, na Noruega e no Zâmbia.
Lentes de 13 cinegrafistas brasileiros e franceses acompanham os hábitos de bichos noturnos e daqueles que despertam cedo em busca de alimento. As cenas revelam a perfeita harmonia da natureza, que, a cada nascer e pôr do sol, desperta e faz dormir bichos de um mesmo habitat.
%u201CFilmar animais selvagens livres na natureza já é um desafio, filmá-los dentro de uma proposta estética sofisticada, limitada às primeiras horas da manhã, eleva esse desafio à enésima potência%u201D, comenta o diretor.
Na estreia, Lawrence viaja para a Amazônia e, na floresta tropical, são os gritos dos bugios que anunciam um novo amanhecer. A desova das tartarugas e a os jacarés que protegem seus ninhos e animais quase invisíveis também são exibidos no primeiro episódio.
A série é resultado da parceria entre a produtora Canal Azul com a francesa Bonne Pioche, ganhadora do Oscar de melhor documentário em 2006 com A marcha dos pinguins.

Cidadão do mundo

O mergulhador e cinegrafista, é também um dos principais documentaristas de natureza do Brasil. Premiados internacionalmente, seus documentários foram exibidos em mais de 160 países. Lawrence foi o único brasileiro a filmar animais em todos os continentes, incluindo urso polar, foca siberiana de água doce, cães selvagens africanos, onça-pintada e mais de 40 espécies de tubarão (sem gaiola de proteção). Fez mais de 3.500 mergulhos que deram origem ao mais completo banco de imagens submarinas da América Latina. Wahba é um dos embaixadores da ONG Sea Shepherd no Brasil.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES

EVENTOS






OK