Brasília-DF,
11/DEZ/2017

Fora as revistas em quadrinhos, super-heroínas ganham vida nas telinhas

Personagens que antes eram destinados ao sexo masculino, agora também são retratados por mulheres superpoderosas

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Adriana Izel Publicação:15/11/2015 06:00Atualização:13/11/2015 17:07

Supergirl mostra Kara Zor-El tentando se tornar uma heroína (Warner/Divulgação)
Supergirl mostra Kara Zor-El tentando se tornar uma heroína
 

Há algum tempo as personagens femininas buscam seu espaço entre os super-heróis. Nas histórias em quadrinhos, elas já garantiram lugar com revistas e tramas próprias.

Agora é a vez de as heroínas invadirem à televisão. O movimento vinha acontecendo aos poucos com personagens se destacando em séries com temática de heróis, como Daisy/Skye (Chloe Bennet) em Marvel Agent’s of S.H.I.E.L.D, as Canários em Arrow (vividas por Caity Lotz e Katie Cassidy) e até Peggy Carter (Hayley Atwell) em Agent Carter.

Mas em novembro as heroínas chegaram de vez, com produções próprias. É o caso de Supergirl, que estreou no último dia 4 no Brasil. Além de Jessica Jones, que terá os episódios disponibilizados na Netflix em 20 de novembro.

Uma supermulher

A história do Homem de Aço todo mundo já conhece. O que pouca gente sabe é que Clark Kent também tem uma prima super-heroína. É Kara Zor-El, que surgiu nos quadrinhos em 1958.

A personagem é a protagonista da série Supergirl, que, na trama, é vivida pela atriz Melissa Benoist. Kara Zor-El foi mandada até a Terra por sua mãe para ser salva e também para proteger o primo. No entanto, ela fica presa em uma zona fantasma na galáxia e chega até o planeta apenas 13 anos após Clark, que já se havia se tornado o Super-Homem.

Sem precisar cumprir o objetivo principal e sem ter como retornar para casa (afinal, Krypton foi destruída), Kara é levada para ser adotada pela família Danvers, passa a se chamar Kara Danvers e é criada ao lado da irmã Alex (Chyler Leigh) como humana.

Porém, tudo muda quando a simples assistente de uma revista precisa salvar a irmã, prestes a sofrer um acidente de avião. Kara resolve usar seus poderes para manter a aeronave no ar. É a partir daí que começam as aventuras da krytoniana, que decide com ajuda de sua chefe Cat Grant (Calista Flockhart) adotar a alcunha de Supergirl.

Mantendo uma fórmula que fez sucesso com The Flash, a série abusa do humor e de um ambiente que até a própria heroína não se leva tão a sério. O grande diferencial das clássicas tramas heroicas é que Kara quer ser uma heroína e não se esconder dessa responsabilidade.

Heroína ao avesso

Diferentemente de Kara Zor-El, a última coisa que Jessica Jones (Kristen Ritter) quer ser é uma heroína. Na série, a personagem vive uma vida relativamente normal como detetive, em que conta com ajuda de superpoderes.

Fica claro na trama que a protagonista abandonou a profissão de defensora/vigilante após enfrentar problemas em sua vida pessoal. No piloto da série, a origem dos poderes da personagem ainda não é explicada, mas, nos quadrinhos, ela é exposta acidentalmente a uma radiação que lhe dá poderes.

A primeira temporada terá 13 episódios, que serão disponibilizados no dia 20. Assim como Daredevil, a série abusa do humor ácido da personagem.

A trama se passa em Hell’s Kitchen, mesmo local em que Demolidor tenta combater a máfia. Ainda não se sabe se haverá participação dos atores de Daredevil nesta primeira temporada.

Outros personagens

Luke Cage (Mike Colter): Nos quadrinhos, o personagem é o marido de Jessica Jones. Mas, na série, ele ainda éapenas um interesse amoroso da protagonista, com quem ela protagoniza uma cena bastante quente no primeiro capítulo.


Zebediah Killgrave (David Tennant):
É o vilão da série. Conhecido como Homem-Púrpura, ele consegue manipular o pensamento das pessoas, inclusive, já fez isso com Jessica Jones.

Jeryn Hogarth (Carrie-Anne Moss): A atriz, que se tornou conhecida por atuar na franquia Matrix, dá vida à advogada que é responsável por muitos dos trabalhos de Jessica Jones.

Perfil das heroínas

Nome: Kara Zor-El

Espécie: Kryptoniana

Relação: Prima do Super-Homem
Primeira aparição: Nas HQs, em 1958
Poderes: Superforça, voo, superaudição, visão raio-X e invulnerabilidade
Características: Atrapalhada, vaidosa e inexperiente

Nome: Jessica Jones
Espécie: Humana
Relação: Do mesmo universo do Demolidor
Primeira aparição: Nas HQs, em 2001
Poderes: Superforça e resistência física
Características: Irônica, fria e solitária

SERVIÇO

Jessica Jones
Estreia em 20 de novembro na Netflix.

Supergirl

Exibição toda quarta-feira, às 22h30, na Warner.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES

EVENTOS






OK