Brasília-DF,
18/DEZ/2017

'Lucy' é uma super-humana com consciência integrada ao universo

O que aconteceria se o homem pudesse usar 100% do cérebro?

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Publicação:18/03/2016 06:00
Scarlett Johansson como Lucy ( Universal Pictures/CB/D.A Press)
Scarlett Johansson como Lucy
Uma ficção científica diferente do tradicional, o filme Lucy leva ao questionamento das capacidades do cérebro humano. Scarlett Johansson, que vive atualmente Viúva Negra nos filmes da Marvel, é uma inocente jovem  exposta a uma enorme quantidade de uma nova droga, sendo capaz de acessar 100% de seu cérebro.
 
O drama começa quando ela é sequestrada pelos chefões da máfia. Em uma cirurgia clandestina, traficantes introduzem no abdomenp da mulher vários pacotes da superdroga. Não bastasse essa violência, Lucy é espancada, uma das bolsas se rompe e a heroína absorve a quantidade absurda de droga em seu organismo.
 
A partir desse momento, ela deixa de ser apenas uma jovem estudante e se transforma em uma criatura de poderes extraordinários.
Com capacidade de telecinese, aprendizado rápido, ausência de dor, ultra QI, telepatia e outros, Lucy decide usar suas novas habilidades para derrubar a organização que produz a droga. Em contato com a polícia e um cientista que dedicou a vida ao estudo das potencialidades
cerebrais, a heroína sai em busca de vingança pelos que alteraram seu corpo.
 
Além da estrela Scarlett Johansson, Morgan Freeman e Analeigh Tipton compõem o elenco.

VOCÊ SABIA
O diretor Luc Besson faz duas participações especiais no filme. Na primeira, ele é um dos médicos entre as três pessoas presas por transporte de drogas. Na segunda, ele é uma das vítimas de uma chacina promovida pela gangue de Mr. Jang

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES

EVENTOS






OK