Brasília-DF,
21/SET/2017

Emissoras investem cada vez mais em realitys e programas de competição

Torcer pelo participante preferido de um programa prende a atenção do público que gosta de disputas culinárias, entre casais ou luta por dinheiro

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Vinicius Nader Publicação:22/05/2016 07:00Atualização:20/05/2016 15:07

 (Carol Gherardi/Band)


Qual é o seu time? Pensa que a pergunta se restringe a competições esportivas? Que nada! Programas de tevê investem em todo o tipo de disputas para manter o público sentado no sofá. Tem participante disputando quem cozinha melhor, quem sabe mais sobre assuntos gerais ou o casal que vai levar mais dinheiro para casa.


Atualmente, a gastronomia é a grande queridinha das emissoras nesse tipo de programa. A Record estreia em 28 de junho a primeira temporada de Batalha dos cozinheiros, reality comandado por Buddy Valastro. A atração acompanhará 26 duplas de cozinheiros amadores e distribuirá R$ 200 mil em prêmios. Na mesma emissora, Buddy comandou, no ano passado, a primeira temporada de Batalha dos confeiteiros, que deve nova fornada ainda este ano.


A cozinha também é cenário para outro sucesso: o reality show MasterChef, cuja terceira temporada está em curso na Band. Mesmo com os jurados Paola Carosella, Eric Jacquin e Henrique Fogaça se esforçando para aparecer mais do que os cozinheiros amadores, as torcidas dos participantes marcam presença e movimentam as redes sociais. Vale lembrar que a decisão de quem continua ou não no jogo é apenas do trio de jurados, sem levar em conta a opinião popular, já que a atração é gravada.

 (Edu Moraes/Divulgação)
Mais solto

Depois de passar por O aprendiz e A fazenda, Roberto Justus aparece finalmente à vontade no comando de um game. É Power couple Brasil. A versão tupiniquim da disputa entre casais famosos tinha tudo para não de colar. Mas deu certo. O apresentador domina a cena, e os participantes — ainda estão no jogo as duplas Simony e Patrick Souza, Andrea Sorvetão e Conrado, Gretchen e Carlos Marques, Tati Moreto e Gian e Laura Keller e Jorge Souza — garantem a diversão. Como não é ao vivo, o programa sofre do mesmo problema do MasterChef: impiedosos, os internautas já descobriram (e divulgaram, naturalmente) os finalistas.


Provas de conhecimento geral sempre dão o que falar nesse tipo de programa. O Mega Senha, apresentado por Marcelo de Carvalho na Rede TV!, é um exemplo. Carismático, Marcelo consegue envolver o público, que tenta descobrir a palavra escondida por meio de associações e ainda torce para que o inscrito tenha o mesmo sucesso. Esse é o segredo desse tipo de atração: fazer com que o telespectador se envolva e torça pelo participante preferido. Escolheu o seu?

O rei!

Dos apresentadores em atividade na tevê aberta, Silvio Santos talvez seja o rei desse tipo de programa: Show do milhão, Qual é a música?, Roletrando, Passa ou repassa. São muitos os exemplos de atrações desse tipo que se tornaram clássicos pelas mãos do dono do SBT. Atualmente, o Jogo das três pistas e a Disputa musical fazem sucesso entre as colegas de auditório de Silvio.

 (Globo/Pedro Curi)
Calouros, sim senhor!

Embora um participante do The voice Brasil tenha sido corrigido por Cláudia Leitte ao se autodenominar calouro, é deles a voz que vem movimentando a competição televisiva brasileira. Desde Flávio Cavalcante, Chacrinha, Raul Gil, Bolinha e tantos outros é assim. Bem depois é que os amadores “viraram” profissionais e se inscreveram no The voice, no Ídolos, no Astros e no atual Super Star.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES

EVENTOS






OK