Brasília-DF,
11/DEZ/2017

Veja o que aconteceu com os ex-integrantes do CQC

Fim do programa que fez sucesso na Band realocou apresentadores e comediantes, que hoje dão expediente em outras emissoras, e até em novelas

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Publicação:05/06/2016 07:00Atualização:03/06/2016 12:44
 (Band/Divulgação)


Durante oito anos — de 2008 a 2015 — o programa CQC divertiu o público da Band com humor ácido e inteligente. Nesse tempo, vários foram os nomes que comandaram ou apareceram na atração. Marcelo Tas, Rafinha Bastos, Danilo Gentili e Marco Luque foram alguns dos “homens de preto” do humorístico de origem argentina. Entre as mulheres, Dani Calabresa e Mônica Iozzi foram as que mais se destacaram.

O polêmico

 (Matheus Dias/Nume Comunicação
)


Além de apresentar o programa, Rafinha Bastos comandava o quadro Proteste já, que tratava de denúncias sobre irregularidades nas cidades brasileiras. O comediante vive de altos e baixos na carreira, muito pelo humor ácido e, algumas vezes, sem limites que apresenta. O estopim para a saída dele do CQC foi uma piada sobre o filho da cantora Wanessa Camargo (“eu comeria ela e o bebê”, disse), que lhe rendeu um processo na Justiça. Atualmente, Rafinha apresenta, ao lado de Marcelo Marrom, o autoexplicativo Tá rindo do que?.

Papo sério

 (Bandeirantes/Divulgação)


Marcelo Tas comandou a bancada de apresentadores do CQC de 2008 a 2014. O diretor, jornalista, escritor e roteirista, publicou uma carta para informar o desligamento da emissora. No fim do mesmo ano, foi contratado para assumir o comando do Papo de segunda. Ao lado de Léo Jaime, João Vicente de Castro e Xico Sá, Marcelo discute temas relacionados ao mundo masculino — de futebol a feminismo. Quando Tas saiu do CQC, o lugar dele foi ocupado pelo ator Dan Stulbach.


Projeto de Jô Soares



Danilo Gentili é um dos ex-CQCs que não abandonaram a bancada. Ele comanda, no SBT, o talk-show The noite com Danilo Gentili, no qual recebe convidados e, entre uma piada e outra, os entrevista. Antes, ainda na Band, ele esteve à frente do Agora é tarde, que tinha a mesma pegada da atual atração, mas não foi para a frente.


Fiel até o fim




Um dos últimos da lista que abandonaram o programa da Band, Marco Luque logo foi para a Globo. Hoje é um dos destaques do Altas horas, apresentando esquetes que têm feito sucesso com a garotada. Além disso, entrou para o elenco da sitcom Vai que cola, que terá a quarta temporada exibida este ano no Multishow.


Salvadora das tardes



Mônica Iozzi deixou o CQC quando o programa ainda estava no auge. A chegada dela na Globo foi cheia de expectativas, mas os comentários de Monica para o Big Brother Brasil 2014 não funcionaram. Ela decolou mesmo foi como apresentadora do Vídeo show, ao lado de Otaviano Costa. Monica deu novo gás à atração vespertina, que até hoje sente a falta dela. Mônica também se aventurou em novelas com papel duplo em Alto astral. Agora seu nome está cotado para protagonizar um seriado escrito por Fernanda Young para a emissora.


Acabou em pizza



Dani Calabresa passou apenas um ano pelo palco do CQC, entre 2013 e 2014. Entretanto, prestes a vencer o contrato com a emissora, ela definiu o futuro fora do programa. Após a saída, atuou no Zorra total e no especial Escolinha do professor Raimundo. Atualmente o remodelado Zorra é onde ela se destaca. Miguel Falabella já andou dizendo que quer a loira no seu novo projeto.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES

EVENTOS






OK