Brasília-DF,
18/OUT/2017

'Escola para maridos' e 'Supermax' são destaques da coluna Spoiler

Confira uma entrevista com o apresentador do reality, Luigi Baricelli, e as impressões sobre a nova série da Rede Globo

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Adriana Izel Publicação:25/09/2016 06:30
Reality busca ajudar casais com relacionamentos problemáticos  (Fox/Divulgação)
Reality busca ajudar casais com relacionamentos problemáticos

Há uma semana, o canal FOX Life lançou o reality Escola para maridos. A atração acompanha oito casais com relacionamentos problemáticos e que buscam salvar seus casamentos. O programa é apresentado pelo ator Luigi Baricelli e conta ainda com Felipe Solari, Diana Bouth e a psicóloga e psicoterapeuta Ana Canosa. Confira entrevista com o apresentador.

Você precisa ter um lado mais incisivo durante a atração. Como foi a preparação para essa parte no programa?
Ser autêntico, verdadeiro, transparente. Isso é fundamental nas relações.

O que você aprendeu ao longo do reality show sobre relacionamento?
Sempre estamos aprendendo, a vida é a grande escola. Se você perceber o seu redor e aprender entre erros e acertos, você está no caminho certo.

Por que você acha que programas de relacionamento fazem sucesso na internet?
O tema é universal, todos nós nos relacionamos, e saber que outros passam pelo mesmo que você acaba criando a curiosidade e um pouco de conforto.
 
A série se passa numa prisão de segurança máxima (Globo/Paulo Belotte/Divulgação)
A série se passa numa prisão de segurança máxima
 
Mistura de estilos
Sei que Supermax faz parte da grade aberta da televisão, mas preciso falar sobre a nova produção da Globo, que mais tem ares de série da tevê fechada. A começar pela iniciativa da emissora de disponibilizar todos os capítulos (exceto o final) no serviço on demand, o Globo Play, ao melhor estilo Netflix.

Já vi três episódios e ainda não tenho uma opinião completamente formada da atração. Incomodou-me a presença de Pedro Bial no primeiro episódio, já que fica parecendo mais uma temporada de Big Brother Brasil. O ritmo do capítulo inicial também é lento, mas engrena no fim. E tenho que admitir que os mistérios me fazem querer perder um dia inteiro para maratonar e chegar até o final.

Ao assistir Supermax, lembrei-me de diversas outras atrações. Da tevê, séries como Lost, The walking dead e American horror story. Já do cinema, produções como Maze runner, Cubo 2: Hipercubo e Jogos vorazes vieram à mente.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES

EVENTOS






OK