Brasília-DF,
23/AGO/2017

Minissérie 'Dois irmãos', Rodrigo Faro e novo programa de Jacquin são destaques em 2017

Pedro Bial é aposta para substituir Jô Soares, enquanto Tiago Leifert fica no seu lugar no 'Big Brother Brasil 17'

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Vinicius Nader Publicação:01/01/2017 06:54Atualização:30/12/2016 14:07
 (Globo/Divulgação)

O ano de 2016 se foi. Ficaram para trás atrações que marcaram e outras de que a gente nem se lembra mais. Elas serão substituídas por outras, que poderão fazer de 2017 um ano em que apresentadores deverão chamar mais atenção do que os programas propriamente ditos. Na dramaturgia, a expectativa está mais nas produções curtas — séries e minisséries devem dar mais o que falar do que as novelas, embora o investimento em O rico e o lázaro da Record seja semelhante ao da superprodução Os dez mandamentos, de 2015. Confira nossas apostas!

Dramaturgia
Logo no início de janeiro, dia 9, a Globo estreia a aguardada série Dois irmãos. A atração, adaptada do livro homônimo de Milton Hatoum, traz Cauã Reymond, Juliana Paes e Antônio Fagundes à frente do elenco que será dirigido por Luiz Fernando Carvalho. O épico familiar terá dez capítulos. Outro destaque da emissora deve ser a série Carcereiros, baseada em livro homônimo de Draúzio Varella que segue os moldes de Carandiru, mas com a visão dos carcereiros e não dos presos. O elenco terá Rodrigo Lombardi no papel que seria de Domingos Montagner. A estreia está prevista para o primeiro semestre. Já na Record, as atenções estão voltadas para O rico e o Lázaro, novela bíblica que deve suceder A terra prometida a partir de fevereiro, com Heitor Martinez, Roger Gobeth e Milena Toscano.
 
 (Pedro Paulo Figueiredo/Carta Z Notícias)
 
Apresentadores
Mesmo que você não queira, vai ser difícil não ouvir falar de Tiago Leifert neste início de ano. O apresentador do The voice Brasil (ele deixa o comando do Kids para André Marques) e do Zero 1 terá a complicada missão de comandar o Big Brother Brasil 17 no lugar de Pedro Bial, a partir do próximo dia 23. Na Record as atenções devem ser dividas entre dois veteranos: Xuxa e Rodrigo Faro. A eterna Rainha dos Baixinhos deve deixar as noites de segunda e ganhar dois programas, um provavelmente sábado à noite. Mas quem começa 2017 com tudo é mesmo Rodrigo Faro. Aos poucos, ele vai ganhando espaço e terminou 2016 superando Fausto Silva na audiência. A Globo vai ter trabalho no desgastado horário das tardes de domingo.
 
 (Tricia Vieira)
 
Vaga do Jô
A saída de Jô Soares das madrugadas da Globo deixou uma lacuna no horário. Quem deve preenchê-la é Pedro Bial, embora Marcelo Adnet também esteja no páreo. A julgar pelas entrevistas apresentadas no Programa com Bial, no GNT, o jornalista tem tudo para agradar. Pode não ter o humor e a astúcia de Jô, mas tem experiência, carisma e inteligência para dar o que falar. Quanto a Adnet, o melhor seria mesmo que ficasse apenas com o ótimo Tá no ar e o irregular Adnight, que têm temporadas garantidas.
 
 (Fox Life/Divulgação)
 
Erick Jacquin em carreira solo
O chef francês Erick Jacquin ficou conhecido pelo “tompero” dado ao MasterChef Brasil, que tem pelo menos mais uma edição confirmada para 2017. Antes disso, porém, ele comandará Pesadelo na cozinha. A atração tem estreia prevista para 26 de janeiro e mostrará o francês ajudando empresários e chefs a recuperar restaurantes e lanchonetes em dificuldade financeira. As críticas ácidas e as broncas de Jacquin já podem ser conferidas nas chamadas exibidas desde o ano passado na Band.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES

EVENTOS






OK