Brasília-DF,
19/AGO/2017

'A praça é nossa' comemora 30 anos em 2017

Com esquetes cômicos focados em personagens incomuns, o programa fez parte da cultura de mais de uma geração de brasileiros

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Publicação:29/01/2017 06:00
Neste ano, o programa completa três décadas de exibição (SBT/Divulgação)
Neste ano, o programa completa três décadas de exibição

Vera Verão, Pacífico, Velha Surda, Batoré, Filomena e Zé Bonitinho. Esses são apenas alguns dos diversos personagens de A praça é nossa que marcaram o imaginário popular. Criado em 1956 por Manoel de Nóbrega e inicialmente intitulado Praça da alegria, o programa estreou na TV Paulista no ano seguinte, comandado pelo próprio criador. Depois, foi transmitido pela TV Rio, Record, Globo e Bandeirantes (nesta com o nome de Praça Brasil), até chegar ao SBT com o título que o consagrou e com o qual é exibido até hoje. Também foi apresentado por Luís Carlos Miele e, desde 1987, tem Carlos Alberto de Nóbrega no comando.
 
Um homem vai frequentemente a uma praça para ler jornal e lá encontra pessoas com as mais diversas e peculiares personalidades. A premissa simples foi o suficiente para resultar em um dos maiores sucessos da televisão brasileira, que está prestes a completar 30 anos no ar pelo SBT. Pelé, Zico, Raí, Hebe Camargo, Dercy Gonçalves, Daniel, Gretchen, Jô Soares, Zezé Di Camargo & Luciano, Guilherme Arantes, Fábio Jr. e Alexandre Pires são apenas alguns dos famosos que já passaram pelo programa.
 
A praça é nossa apresentou bordões que marcaram gerações, como o “você pensa que é bonito ser feio?”, do Batoré; o “ô, coitado!”, da Filomena; o “bicha não!”, da Vera Verão; e o “câmera, close!”, do Zé Bonitinho. Um especial de comemoração às três décadas de exibição deve ir ao ar em maio, mês do aniversário. O programa pode ser acompanhado todas as quintas, às 23h, no SBT. Também é possível assistir a diversos esquetes no canal que a emissora criou no YouTube.
 
Há pouco mais de duas semanas, no dia 11 de janeiro, a morte do comediante Jorge Lafond —  que foi responsável por interpretar a icônica Vera Verão —  completou 14 anos. Ele iniciou a carreira como bailarino, fez parte da novela Sassaricando, da Globo, e participou de Os Trapalhões, mas o papel inesquecível e de maior reconhecimento veio com A praça é nossa, com a personagem que sempre se metia em confusões ao brigar com alguma mulher. Lafond entrou no programa em seu primeiro ano e lá permaneceu até 2003.

CURIOSIDADES

 

Superlotação

Nesses 30 anos, cerca de 250 personagens já passaram pela praça.

Em família

O diretor do programa é Marcelo de Nóbrega, filho de Carlos Alberto e neto de Manoel. Ele também aparece nas câmeras no papel de Explicadinho.

Versátil

Mais de 10 personagens do humorístico são interpretados pelo ator Alexandre Porpetone.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES

EVENTOS






OK