Brasília-DF,
09/JUL/2020

O clássico 'Tubarão' é a grande atração deste domingo na tela da Band

De desacreditado a um dos maiores sucessos do cinema, 'Tubarão' faz do suspense uma ferramenta para esconder problemas técnicos

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Correio Braziliense Publicação:10/01/2020 06:00
Sucesso de bilheteria, o filme levava filas em salas de cinema (Universal/Divulgação)
Sucesso de bilheteria, o filme levava filas em salas de cinema

Em média, 20 pessoas morrem em decorrência de ataques de tubarões por ano. O animal, na maioria das vezes, ataca por engano, confundindo o ser humano com um outro peixe e raramente se aproxima de praias com muitas pessoas. Então, por que a figura do grande peixe cartilaginoso ficou tão marcada como perigosa? Tubarão pode ser uma das explicações.

Dirigido por Steven Spielberg, o filme mostra o terror da pequena cidade de Amity com os constantes ataques de um tubarão nas praias do local turístico. O prefeito prefere não fechar as regiões atacadas, com receio de diminuir o faturamento do município na alta temporada, mesmo com a indicação do chefe da polícia. O cientista Martin Hooper e o pescador Quint decidem juntar-se ao policial em uma missão para capturar e matar a fera.

Tubarão foi o primeiro grande longa de monstros a não apresentar o perigo que assola durante quase todo o filme. O suspense gerado pelos ataques durante quase todo o filme tem um motivo. O tubarão mecânico feito para o filme não funcionava da forma como o diretor desejava e, para Spielberg, não passaria verdade para o espectador.

O resultado dessa jogada de suspense de Steven Spielberg, somando o medo do desconhecido com a figura assustadora de um monstro que vive próximo às praias foi um sucesso estrondoso. As filas nos cinemas atravessavam quarteirões inteiros, o que deu ao filme o título de blockbuster (arrasa-quarteirão no português), nomenclatura que é usada até hoje para filmes que são sucesso de bilheteria.

Serviço
Tubarão

Domingo, às 18h, na Band. Não recomendado para menores de 14 anos.



TV Aberta


Sexta

A montanha enfeitiçada
(Globo, 15h10)
Para proteger dois adolescentes com poderes sobrenaturais, um taxista de Las Vegas entra na busca pela montanha enfeitiçada. A lenda diz que a montanha tem propriedades mágicas. Mas, além de encontrar o lugar, eles terão que enfrentar uma organização secreta.

Sábado

Casinha pequenina
(TV Brasil, 16h)
Chico é um colono que tenta proteger os escravos maltratados por seu patrão, Coronel Pedro. Para isso, conta com a ajuda do filho mais velho do escravocrata, defensor de um tratamento mais humano para os trabalhadores.

Domingo

E.T. — O extraterrestre
(Band, 16h)
O garoto Elliott faz amizade com um pequeno alienígena inofensivo que está bem longe do seu planeta. Ele decide manter a adorável criatura em segredo e em casa e com os irmãos ajuda o extraterrestre a se comunicar com o planeta de onde o ser veio para que o E.T. possa voltar para casa.


TV Fechada


Sexta

Lady Bird — A Hora de Voar
(Telecine Touch, 20h15)
Christine é uma excêntrica adolescente que prefere ser chamada de Lady Bird. Almejando alçar voos mais altos, a menina tem dificuldades em lidar com a adolescência: o último ano da escola, o primeiro amor e a mãe com quem tem inúmeras discussões.

Sábado

Me chame pelo seu nome
(Max, 21h)
O jovem Elio está enfrentando outro verão preguiçoso na casa de seus pais na bela e lânguida paisagem italiana. Mas tudo muda com a chegada de Oliver, um acadêmico que veio ajudar a pesquisa de seu pai, com quem o protagonista vive um romance.

Domingo

A freira
(HBO, 21h20)
No quinto filme do universo de A Invocação do Mal, um padre e uma noviça são enviados a uma abadia na Romênia para investigar uma misteriosa morte. Lá descobrem um segredo macabro, e arriscam as próprias almas em um confronto com uma freira demoníaca.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES

EVENTOS






OK