Brasília-DF,
20/NOV/2017

Crítica: 'Love film festival' é uma comédia leva com relevância

Novo filme nacional conta com Leandra Leal no elenco

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Ricardo Daehn Publicação:28/07/2017 06:00Atualização:27/07/2017 16:30
Leandra Leal e Manolo Cardona brilham na tela em 'Love film festival' (ArtHouse/Divulgação)
Leandra Leal e Manolo Cardona brilham na tela em 'Love film festival'
 
Roteirista de séries criativas como Ligações perigosas, Manuela Dias estreia como diretora em Love film festival, uma comédia romântica leve, mas nem por isso irrelevante. Numa pegada aos moldes de Boyhood (2014), o filme conquista pela trilha envolvente e pela real passagem de tempo, em termos de envelhecimento de atores e amadurecimento de personagens. Toda a ação é passada nos bastidores do mundo do cinema, numa ciranda de relações.
 
 
Antes de mais nada, vale creditar ainda as codireções de Vinícius Coimbra, Bruno Safadi e Juancho Cardona, no longa de caráter episódico. 
 
Estiloso e de estrutura alternativa, o filme tem até intermezzo (aos moldes de Wong Kar-Wai). Diferentes cenários acolhem a trama de amor entre a diretora e roteirista Luzia (Leandra Leal) e o ator Adrián (Manolo Cardona).
 
Saiba onde assistir. 
 
Além das atuações inspiradas, com destaque para Leandra, que dá os ares de uma Jane Fonda dos anos 70, Love Film Festival, entre idas e vindas dos amores que definem os protagonistas (Nanda Costa também entra com personagem decisivo), se vê arejado pelas locações e por ter roteiro permeável que acolhe improvisos e jogos cênicos dentro da realidade. O retrato da inconstância amorosa é o maior combustível para o filme.
 
 

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK

BARES E RESTAURANTES