Brasília-DF,
21/SET/2021

Casa oferece vardápio variado com sanduíches e carta de coquetéis

Genaro Jazz Burguer serve rum na versão envelhecida, com coloração dourada

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Mariana Vieira - Especial para o Correio Publicação:25/10/2013 06:21Atualização:24/10/2013 14:50

Genaro Macedo, proprietário do Genaro Jazz Burguer (Geyzon Lenin/Esp. CB/D.A Press)
Genaro Macedo, proprietário do Genaro Jazz Burguer

“O mojito é o drinque mais pedido do mundo”, brinca Genaro Macedo, proprietário do Genaro Jazz Buguer, casa famosa pelos sanduíches e pela vasta carta de coquetéis. “É o drinque mais pedido da casa e, pessoalmente, meu preferido”, garante. Originário da ilha de Cuba, o mojito ficou famoso graças aos relatos do escritor norte-americano Ernest Hemingway, que frequentava La Bodeguita del Medio, bar lendário em Cuba.

Segundo hemingway, o almirante e aventureiro inglêsFrancis Drake, o primeiro homem branco a aportar em inúmeras ilhas do Pacífico Sul, apaixonado pelos aromas da hortelã, teria sido o primeiro a misturar a planta com boas doses de rum. “O sabor do hortelã deve se impor ao sabor do limão”, ensina Genaro.


Na versão dele, o rum, destilado de cana, é usado na versão envelhecida, com coloração dourada. “Acho que dá mais personalidade ao drinque”. Para mais sabor, ele sugere a açúcar demerara, similar a açúcar mascavo, na versão xarope. “Uso o xarope porque dilui mais fácil na bebida e fica sem a textura granulada”, explica. Um ingrediente da versão clássica que Genaro não usa é a club soda, uma água gaseificada. “Prefiro completar com gelo triturado, que mantém a bebida gelada por mais tempo”.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

BARES E RESTAURANTES

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK