Brasília-DF,
26/SET/2021

Clientes podem personalizar os próprios pratos na Usina de Massas Express

O restaurante recém-inaugurado em Aguas Claras, fornece uma variedade de ingredientes que vão desde nhoque até ravióli

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Rebeca Oliveira Renata Rios Publicação:06/11/2015 06:00Atualização:05/11/2015 12:09

Espaguete ao molho sugo com mini almôndegas da Usina
 (Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)
Espaguete ao molho sugo com mini almôndegas da Usina

Esqueça espumas, esferas e outras técnicas mirabolantes da cozinha moderna. Esta semana, o Divirta-se Mais comprova que preparos simples também podem surpreender


De olho na crise, o Divirta-se Mais sugere restaurantes onde se cozinha com menos pompa e se serve com menos cerimônia — mas se come com igual prazer. São receitas que passam longe da comida ultraprocessada e têm ótima relação entre custo e benefício. Economizar é bom, mas sem abrir mão de pequenos deleites.

Por isso, o lema da vez é “desgourmetizar”, como sugere a escritora e apresentadora Rita Lobo, no livro Cozinha prática, lançado em outubro. Editora do site e do selo Panelinha, a autora acredita na importância desse chacoalhão aos glutões de plantão.

Em vez de focar na gastronomia de vanguarda em ingredientes exóticos, como têm feito muitos chefs moderninhos de Brasília, ela sugere que o público local se atente a receitas aparentemente simples, mas que guardam segredos capazes de deixar qualquer profissional surpreso.
“Muita gente sabe fazer um excelente risoto, mas erra o ponto de um arroz branco e soltinho”, conta Rita.

Na Confeitaria Lalé, a sócia Alessandra Lazzarini bem que tenta convencer os clientes a provar doces com influência internacional, principalmente franceses, italianos e portugueses. Mas a maioria procurar o tradicional brigadeiro de colher. “Até tenho doces gourmets e elitizados; no entanto, os mais vendidos são os mais simples”, conta a confeiteira.

Na Usina de Massas Express, os clientes podem personalizar os próprios pratos

Aberta há menos de um mês em Águas Claras, a Usina de Massas Express é um daqueles locais que passam longe de qualquer raio gourmetizador. “O ambiente não tem tanto requinte, para agradar clientes de todas as idades, do jovem estudante ao idoso”, explica Renato Ulhôa.


No restaurante, o cliente pode personalizar o próprio menu. Primeiro, escolhe uma massa. São oito opções, três delas de fabricação própria: tortei de abóbora, nhoque e ravióli. Depois, opta-se por um molho, entre mais de 30 alternativas. Para remeter à cozinha de nonnas italianas, uma combinação clássica é o espaguete ao sugo com polpettine (R$ 27,50), como são chamadas as almôndegas de tamanho menor, recheadas com queijo parmesão.


Ela é servida em panela de ferro, que rapidamente faz o comensal se sentir em casa. Com preço em conta, a taça de vinho tinto ou branco custa R$ 9, fruto de uma parceria do restaurante com a Miolo.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

BARES E RESTAURANTES

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK