Brasília-DF,
21/OUT/2017

Após polêmicas, comédia Two and half men chega ao fim e promete surpreender

Confira a trajetória da série do começo ao fim

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Adriana Izel Alexandre de Paula - Especial para o Correio Publicação:02/11/2014 06:01Atualização:31/10/2014 12:03

 (Warner/Divulgação)
Após 11 anos, a primeira sitcom de grande sucesso de Chuck Lorre chega ao fim. A décima segunda temporada será a última em que o desajeitado Alan Harper (Jon Cryer) fará trapalhadas ao lado de Walden Schmidt (Ashton Kutcher) e Jenny Harper (Amber Tamblyn).

Two and a half men estreou em 2003 com Charlie Sheen no papel do mulherengo e boêmio Charlie. Acompanhado pelo irmão Alan e pelo sobrinho Jake, ele foi o centro do sucesso da atração durante oito temporadas e um dos responsáveis em tornar a comédiaum sucesso mundial.

A audiência, no entanto, caiu desde que Sheen foi cortado após as críticas à produção. A 11ª temporada alcançou a marca de 9,1 milhões de espectadores. Se o número não pode ser considerado baixo, o orçamento do seriado também não. Com investimento muito alto, os episódios passaram a render menos do que custavam. Por isso, os produtores decidiram que a 12ª seria a última a ser exibida.

A derradeira temporada da série estreia no Brasil em 6 de novembro, às 20h, e será transmitida pela Warner Channel, com uma semana de atraso em relação aos EUA. O primeiro capítulo será centrado na temática Halloween.

A despedida do seriado que ocupou o lugar de destaque nas telinhas de todo o mundo promete surpresas. Depois de algumas mudanças no elenco durante toda a produção, a nova temporada segue com o time que estrelou as últimas.

Jon Cryer e Ashton Kutcher atuam no papel da dupla de protagonistas Alan e Walden. Conchata Ferrel segue na pele da funcionária Berta, que acompanha a série desde o primeiro episódio, e Amber Tamblyn interpreta a sedutora Jenny.

Atualmente a trama é centrada em Walden, Alan e Jenny
 (Warner/Divulgação)
Atualmente a trama é centrada em Walden, Alan e Jenny


Entre pai, tio, filho e filha

Depois de anos no papel do filho de Alan, Angus T. Jones deixou a série em 2013. Em uma entrevista polêmica, o ator criticou o conteúdo do programa e chegou a pedir para que os telespectadores não assistissem mais ao seriado.

Jones era um dos jovens mais bem pagos da tevê norte-americana, com salário de US$ 300 mil por episódio. A razão do descontentamento do rapaz era o choque entre o conteúdo de Two and a half men e os valores cristãos que ele congrega.

No mesmo ano, o lugar do filho de Alan foi ocupado. Uma filha bastarda de Charlie apareceu na mansão de Malibu. A menina de 25 anos queria conhecer a família do falecido pai. Lésbica e com uma personalidade bastante parecida com a de Charlie, Jenny começa a morar na casa e a seduzir as garotas da cidade enquanto abusa, como o pai, das bebidas alcoólicas.

Retorno negado
Em setembro deste ano, Charlie Sheen contou em entrevista à TV Guide que negociava com os produtores de Two and a half men uma participação na última temporada. Segundo Sheen, uma maneira de inseri-lo no seriado era estudada. Porém, os produtores já negaram a presença do astro.

Walden e as cinzas de Charlie: o retorno de Sheen não deve acontecer (Warner/Divulgação)
Walden e as cinzas de Charlie: o retorno de Sheen não deve acontecer


Um casamento aguardado
Um dos mais comentados e esperados acontecimentos da temporada que estreia agora é o casamento entre Alan e Walden. Criticada por muitos como uma série, em alguns momentos, machista e preconceituosa, Two and a half men trará o casamento gay para o centro dos novos episódios.


Depois de passar por uma situação de quase-morte, Walden sentirá que a vida precisa de novos sentidos. Para isso, o galã nerd tentará adotar uma criança. E é aí que entra o novo relacionamento com Alan.

Walden percebe que a adoção seria mais fácil se ele fosse casado. "Durante o processo, descobre que é muito mais difícil fazê-lo como um homem heterossexual e solteiro. Então ele tem a ideia de pedir Alan em casamento para que eles possam adotar uma criança como um casal gay", contou, em uma coletiva, a presidente do canal CBS, Nina Tassler.

A expectativa dos fãs

As trocas no elenco fizeram com que muitos fãs da série deixassem de acompanhar regularmente os episódios. A justificativa normalmente é a saída de Charlie Sheen, considerado o centro da comédia. Sem o astro, o sitcom passou por muitas mudanças que desagradaram à parte dos telespectadores.

"Assisti a todos os capítulos da primeira à oitava temporada. Depois que o Charlie Sheen saiu, só acompanhei alguns episódios. Acho que tiveram que alterar demais a série, e as piadas e os enredos perderam muita qualidade", afirma o economista Alexandre Barros, que viu a comédia desde o início.

Mesmo tendo diminuído o ritmo de acompanhamento, Alexandre Barros espera que a última temporada possa mostrar um novo Alan. "Seria interessante vê-lo se dando bem pela primeira vez na vida e que se tornasse o milionário mulherengo da história", defende.

Quiz
1- O seriado se passa em uma cidade americana. Qual delas?

a. Washington
b. Los Angeles
c. Miami
d. Malibu
2- Em que data estreou a série nos Estados Unidos?

a. 22 de setembro de 2003
b. 15 de julho de 2001
c. 24 de agosto de 2002
d. 13 de outubro de 2000
3- Alan foi morar na casa de Charlie depois de qual episódio impactante?

a. Perdeu o emprego
b. Mudou-se de cidade
c. Separou-se da mulher
d. Ficou doente
4- Walden ficou milionário por ser um gênio de que ramo?

a. Informática
b. Música
c. Engenharia
d. Direito
5- Um episódio de Two and a half men já utilizou o universo de outro seriado. Qual?

a. The Big Bang Theory
b. House
c. Dexter
d. CSI

Respostas: 1. d 2. a 3. c 4. a 5. d

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES

EVENTOS






OK