Brasília-DF,
14/DEZ/2017

Programas com temática exêntrica dividem opinião do público

Amados por uns e odiados por outros, programas com histórias e situações inusitadas se multiplicam na grade da tevê fechada brasileira

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Alexandre de Paula- Especial para o Correio Publicação:20/03/2016 06:30



Entre as preferências do ser humano, há espaço para as mais incríveis esquisitices. Há quem goste de sentir dor, os que vivem de formas totalmente diferentes do habitual, e até que sintam prazer em participar de situações das quais a maioria das pessoas fugiria. Na tevê, não é diferente. Obsessões, histórias improváveis e estranhas, fracassos bizarros —  tudo isso pode ser tema de programas que conquistam fãs, mas são odiados por parte do público.

O TV+ listou algumas das atrações do gênero em exibição atualmente na grade da tevê brasileira. Há programas para vários gostos, gente pelada na selva e na cidade, caçadores no pântano, tatuagens bizarras e o cotidiano de famílias pouco convencionais, por exemplo. Quem sabe algum deles não foi feito para você?

Mundo animal

A batalha entre ser humano e animais também é um dos assuntos preferidos desse tipo de programa. Mergulhados no pântano, do A&E, retrata tradições de americanos do estado de Luisiana. Caçadores, eles encaram, de fato, os gigantescos pântanos do estado para capturar e matar crocodilos.


Billy, o exterminador, também do A&E, exibe o cotidiano de Billy Brethernon, ex-sargento da Força Aérea Americana, hoje especialista em eliminar pragas. Nos episódios, ele encara desafios corriqueiros como acabar com uma proliferação de baratas e de ratos, mas também trabalhos duros, como enfrentar javalis.

Roupas, pra quê?

Gente pelada (ou quase) sempre foi atração na tevê. Alguns programas, no entanto, levam o fato de estar nu a outro patamar. Exibido pelo TLC, Vizinhos e pelados apresenta o cotidiano de Jackie Youngblood, corretora de imóveis que só atende a clientes nudistas. Jackie trabalha na região de Pasco County, uma das maiores comunidades nudistas do mundo localizada no sul dos Estados Unidos. Ao apresentar luxuosas casas aos clientes, ela revela ao público detalhes dos costumes em condomínios onde as pessoas fazem tudo dispensando roupas.

Já em Largados e pelados, do Discovery, a aventura é mais radical. Casais são mandados para localidades remotas e intocadas e passam 21 dias sem roupa lutando para sobreviver, como os nativos, em regiões selvagens. O homem e a mulher escolhidos para o desafio só se conhecem no momento em que chegam ao local e não recebem comida, água ou qualquer suprimento da produção.

Falhas à flor da pele

Apagar erros. Esse é o objetivo de Tatuagens terríveis, do TLC. Uma equipe de artistas consertam tatuagens que envergonham os donos. Algumas vezes, são apenas desenhos que não fazem mais sentido para quem os carrega no corpo, mas em outras são verdadeiras tragédias em forma de imagem.


No programa, clientes contam as histórias de como fizeram o desenho e ajudam os artistas a definir qual será a nova arte.

Várias esposas

A poligamia é outro tema presente nas atrações esdrúxulas da televisão. Um marido e cinco esposas, exibido pelo TLC, mostra a rotina da família de Brady Williams, em que há um marido, cinco mulheres e 24 filhos. São cinco núcleos e duas casas, e há regras para determinar as obrigações e os direitos de cada esposa.


Já na casa de Kody Brown, os números são mais modestos: “apenas” quatro esposas e 17 filhos. Eles são o centro de 4 mulheres e 1 marido, também exibido pelo TLC (especialidade da casa?). Eles tentam se livrar do preconceito pela configuração familiar incomum. O programa mostra a mudança de Utah para Las Vegas.

Opinião


Odeio - “Acho esses programas muito bizarros! Parece que há uma necessidade louca em mostrar e consumir histórias malucas na televisão. Uma hora é o cara que tem cinco esposas, outra é a vida sexual de anões. É esse tipo de circo humano que queremos tomar como entretenimento para as nossas vidas?”


Dani Veronezi, 24 anos, pedagoga

Amo - “Gosto do Largados e pelados  porque fico me imaginando no lugar deles, soltos no meio do nada tentando sobreviver igual ao Tarzan.”

 

Gabriel Brito, 27 anos, vendedor

Serviço


4 mulheres e 1 marido
Terça, às 20h, no TLC

Billy, o exterminador
Domingo, às 7h30, no A&E

Largados e pelados
Terça, às 12h30, e domingo, às 19h45, no Discovery

Mergulhados no pântano
Domingo, às 9h45, no A&E

Tatuagens terríveis
Terça, às 22h45, no TLC

Um marido e cinco mulheres
Domingo, às 21h20, no TLC

Vizinhos e pelados
Domingo, às 12h, no TLC

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES

EVENTOS






OK