Brasília-DF,
09/DEZ/2021

Documentários resistem e conservam um público cativo em diversas emissoras

Confira as programações e onde as atrações serão exibidas

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Publicação:16/11/2014 06:08Atualização:14/11/2014 15:22
Documentário As sandálias de Lampião é uma das atrações da TV Brasil
 (TV Brasil/Reprodução)
Documentário As sandálias de Lampião é uma das atrações da TV Brasil
Mesmo com a concorrência dos blockbusters norte-americanos, outro gênero cinematográfico encontra espaço na programação das emissoras. Há décadas na televisão, os documentários possuem audiência expressiva e conteúdos que fogem do entretenimento emoldurado dos canais.

Vistos como espaços importantes para o aprofundamento de vários temas, eles são trabalhados no Brasil principalmente sobre os bens culturais de natureza imaterial, como as expressões artísticas e a tradicionalidade. Mas grande parte das produções é comprada de produtoras estrangeiras, como ocorre no Fantástico e Globo Repórter, por exemplo.

Ainda assim, os documentários não possuem na tevê aberta espaço que se aproxime ao existente nos canais por assinatura, mesmo que o volume de produção nacional também tenha aumentado em tamanho e em qualidade.

"Os executivos das maiores emissoras não devem conhecer esse mercado e a potencialidade dele. Os que conhecem, não querem fazer", diz o diretor Getsemani Silva, responsável por desenvolver o núcleo de documentários da TV Câmara.

Há cerca de 12 anos, o canal realiza e incentiva a produção de filmes nacionais do gênero por ter visto nele um segmento diferenciado de público. Junto dele, as TVs Senado e Brasil também reservam espaços importantes para os filmes documentais nas respectivas grades.

Por que esse é um produto preterido pelas grandes emissoras? Para Silva, a justificativa está na falta de ousadia e na vontade para mexer no modelo de negócio estabelecido: "Profissionais que produzem coisas muito boas no Brasil têm de sobra. Mas a tevê aberta também precisa estar aberta para as produções independentes", finaliza o diretor.

Onde assistir?
TV Brasil

O canal exibe o Etnodoc e o DOC TV. Ambos apresentam temas que valorizam o patrimônio cultural. Enquanto o primeiro trata de temas identitários, o último apresenta um intercâmbio entre as culturas de língua portuguesa.

TV Câmara

Além dos horários na grade aberta, os documentários do canal também podem ser vistos on-line. Entre produções próprias e independentes, cerca de 280 títulos estão disponíveis para download no site oficial da emissora.

Record

O Câmera Record usa produção própria. Os temas variam entre vida de artistas, cultura brasileira e de outros países, em um trabalho conjunto com os correspondentes da emissora.

Globo

Há 41 anos na grade da emissora, o programa comandado por Sérgio Chapelin mescla produções nacionais com documentários produzidos pela inglesa BBC. No entanto, os filmes são editados para a linguagem a qual o espectador está habituado. No Fantástico, os docs do Discovery são transformados em séries.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES

EVENTOS






OK