Brasília-DF,
14/DEZ/2017

Os caça-fantasmas invadiram as telinhas dando continuidade às histórias do filme

Após estourar nas bilheterias dos cinemas, o grupo fez sucesso em várias versões animadas

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Ataide de Almeida Jr. Publicação:19/04/2015 08:00
 Nas aventuras, fantasmas invadem Nova York, que é salva pelos protagonistas e por Geléia
 (Sony/Reprodução)
Nas aventuras, fantasmas invadem Nova York, que é salva pelos protagonistas e por Geléia
O sucesso do filme Os caça-fantasmas rendeu não só muito dinheiro de bilheteria - cerca de US$ 291 milhões -, mas também um desenho animado, que animou as manhãs de muitas crianças em meados dos anos de 1980 e começo de 1990.

A animação dá continuidade às tramas do longa, mas com alguns toques mais fantásticos ao enredo. Para quem não se lembra, o título conta a história dos professores Peter Venkman, Egon Spengler e Ray Stantz, que, após serem expulsos da universidade em que lecionavam, decidem abrir uma empresa para investigar casos sobrenaturais. Junta-se a eles, o faz-tudo do grupo, Winston Zeddemore.

Na animação, os personagens ganharam características bem parecidas com as dos atores. A começar por Egon, o gênio do grupo. Ele é quem cria os planos de combate aos fantasmas. Já Peter é o engraçado, que não liga muito para o sobrenatural. Ray é o inventor, além de ser responsável por colocar em prática os planos de Egon. E, por fim, Winston tem a função de dirigir o carro dos caçadores e é o mais corajoso de todos.

No entanto, não foram esses personagens que conquistaram os pequenos. Quem realmente se deu bem foi o Geleia. Sim, o fantasma que é combatido no filme praticamente roubou a cena no desenho. O sucesso foi tanto que levou os produtores a trocar o nome do desenho para Geleia! E os caça-fantasmas.

Nos EUA, o desenho teve sete temporadas e 173 episódios. Por aqui, a animação chegou pouco tempo depois. Ao contrário da versão norte-americana, no Brasil, os dubladores foram os mesmos do filme.

Nome

Nos Estados Unidos, a Sony teve problemas para apresentar o desenho como Ghostbusters. Isso porque a empresa Filmation já havia começado a criar uma animação com mesmo nome, derivada de uma série antiga - no Brasil, esse seriado tinha o nome de Trio calafrio. Para evitar questões jurídicas, a companhia decidiu então batizar o desenho como The Real Ghostbusters (Os verdadeiros caça-fantasmas, em tradução livre).

Astro

Além de destaque no desenho, Geleia foi protagonista da própria animação. Quando começou a terceira temporada, em 1988, o fantasma passou a estrelar um desenho homônimo, que contava algumas aventuras do monstro verde.

Nova versão

Em 1997, os estúdios responsáveis pelo desenho criaram uma nova versão: Extreme Ghostbusters, que chegou por aqui como Os novos caça-fantasmas e teve 40 episódios. O personagens foram praticamente todos renovados, exceto por Egon Spengler e o Geleia. Dessa vez, a animação mantém um tom mais sombrio, além de ter algumas tramas paralelas, que envolvem interesses amorosos entre os recém-chegados combatentes das assombrações. Foi exibido no Brasil pela TV Record e ganhou três jogos para videogame.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES

EVENTOS






OK