Brasília-DF,
20/SET/2017

Restaurante Supremo leva requinte ao Gama

Picanha e vinho são os carro chefe da casa que levou um cardápio mais sofisticado ao Gama

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Rebeca Oliveira Renata Rios Publicação:21/08/2015 07:45Atualização:20/08/2015 15:53

Supremo leva requinte ao setor de indústrias do Gama
 (Ana Rayssa/Esp. CB/D.A Press
)
Supremo leva requinte ao setor de indústrias do Gama
Nos últimos 10 anos, Lazenilson Ribeiro esteve nas cozinhas do Dom Francisco, na 402 Sul, e do Villa Tevere, na 115 Sul. Desde dezembro, o chef assumiu uma importante missão: levar as gastronomias brasileira e italiana a uma região pouco explorada no Gama: o Setor de Indústrias. No local escolhido para abrigar o Supremo Restaurante funcionava uma antiga oficina.

À mesa, Lazenilson investe em pratos como a picanha à moda da casa (grelhada, com arroz de brócolis, batata frita e farofa, a R$ 42,90 ou R$ 74,90, para duas pessoas), que representa 30% de todos os pedidos do novo endereço. “Grelho a carne com manteiga de Paracatu, que traz um sabor mais apurado”, explica o chef. Outro corte nobre que figura no menu é o carré de cordeiro escoltado por risoto de funghi (R$ 69,90).

A harmonização fica por conta da distribuidora de vinhos Art du Vin. Para combinar com a picanha, a sugestão é o camérnère chileno La Joya Gran Reserva (R$ 89 — 750ml). À noite, cervejas tradicionais (Heineken custa R$ 9,90 — 600ml) e especiais (a OPA Bier de trigo sai a R$ 23,90 — 600ml) são as estrelas de uma extensa carta com seções para licores, uísques, destilados e drinques.

 

Supremo Restaurante

(QI 3, Lt. 220, Setor de Indústria, Gama; 3054-2020), aberto de segunda a quinta, das 11h à 0h; sexta e sábado, das 11h à 1h; e domingo, das 11h às 23h.

 

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

BARES E RESTAURANTES

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK