Brasília-DF,
25/SET/2018

Espetáculos de cinco companhias de comédia da cidade animam o fim de semana

As companhias de comédia G7, Setebelos, De Quatro é Melhor e Os Filhos da Peça estão em cartaz com seus mais recentes espetáculos

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Publicação:19/07/2013 06:25
A cia Os Melhores do Mundo traz de volta a Brasília Hermanoteu na Terra de Godah (Marcos Hermes/Divulgação)
A cia Os Melhores do Mundo traz de volta a Brasília Hermanoteu na Terra de Godah

O que há em comum entre o Velho Testamento, a marcação cerrada da sogra, a prestação do imóvel e os mal-entendidos da vida a dois? Tudo, na visão dos humoristas brasilienses. Afinal, da antiga Galileia à intimidade do lar nos dias de hoje, qualquer assunto, para eles, é motivo de piada. Muitas delas poderão ser ouvidas nos teatros da capital desta sexta (19/7) a domingo (21). As companhias de comédia G7, Setebelos, De Quatro é Melhor e Os Filhos da Peça estão em cartaz com seus mais recentes espetáculos. Os Melhores do Mundo trazem de volta o hit Hermanoteu na Terra de Godah. E as gargalhadas ecoam em Taguatinga, onde o ator e diretor Bernardo Felinto ensina Como não arruinar seu relacionamento.

Agruras no deserto

Os Melhores do Mundo vão apresentar seu repertório, a partir de sábado (20/7), na Arena Brasília. Não por acaso, Hermanoteu na Terra de Godah foi escolhida para abrir a temporada. A peça faz tanto sucesso por onde passa, que vai até virar filme em 2015, em produção da Fox Filmes. Na sessão de amanhã, não faltarão improvisos: “Os brasilienses foram às ruas, mostraram preocupação com causas públicas. Esse é um dos assuntos que vamos levar para essa apresentação. Com muito humor, claro”, diz Ricardo Pipo. No Arena Brasília (área externa do Iguatemi Brasília, 3577-5000). Sábado, às 21h.

A cia Setebelos apresenta o oitavo espetáculo da carreira (Festival Cultural do Gama/Divulgação)
A cia Setebelos apresenta o oitavo espetáculo da carreira
Pague para entrar

“Há mais contas entre o aluguel e a casa própria do que sonha nossa vã filosofia.” Partindo desse princípio, o G7 resolveu brincar com o sonho de nove entre 10 brasileiros. Tudo começa quando um casal decide adquirir o primeiro imóvel e se depara com corretores de imóveis com crise de consciência, financiamentos, burocracia, juros, empréstimos e outros problemas de que até Deus duvida. “Ao contrário de imóveis caríssimos e financiamentos de juros exploratórios, Minha casa minha dívida é uma comédia que está dentro da sua capacidade orçamentária e financeira”, garantem os humoristas. No Teatro Maristão (615 Sul). Sábado, às 19h e às 21h30, e domingo, às 20h30.

Túnel do tempo

Os setebelos entram na máquina do tempo em seu oitavo espetáculo, Viajantes do tempo - A história como ela não é. Eles partem do Brasil à época do Descobrimento, passam pelo Japão feudal, pela antiga Esparta e chegam ao Velho Oeste americano, usando o humor para alterar os rumos da humanidade. Evidentemente, esbarram em personagens conhecidos dos livros de história. Para tanto, usam uma máquina do tempo brasileira — adquirida por preço exorbitante, de acordo com lógica do superfaturamento. No Teatro dos Bancários (314/315 Sul). Sexta e sábado, às 21h, e domingo, às 20h.

Língua de sogra

Há controvérsias sobre o que dizem as piadas sobre as sogras. O grupo De 4 é Melhor explora a ambiguidade dessas distintas senhoras em Corra, minha sogra vem aí, mostrando que elas também podem pecar pelo excesso de amor. Afinal, se falam mal dos genros ou das noras e fazem tudo para que o filho ou filha conduza o casamento do jeito delas, é com a melhor das intenções. E convidam: “Não se esqueça de levar a sua com você, pois é a melhor forma de dar um up no seu relacionamento com ela, com boas gargalhadas, é claro”. No Centro Cultural de Brasília (601 Norte; 3426-0400). Sábado, às 20h30 e às 22h; domingo, às 20h30.

Bernardo Felinto diverte em Como não arruinar seu relacionamento (Divulgação)
Bernardo Felinto diverte em Como não arruinar seu relacionamento
DR coletiva

Junto há 12 anos, um casal vive aquele momento em que até o som que o outro faz enquanto come irrita o parceiro. Mas, apesar das constantes DRs (discussões da relação), preferem culpar a empregada. Bernardo Felinto escreveu e atua em Como não arruinar o seu relacionamento, que, para ele, é “um espetáculo realista que pretende ir a fundo nos debates importantes sobre o casamento e, claro, sobre as coisas mais trivais e engraçadas do dia a dia. Além de Brasília, a comédia cumpriu temporada no Rio de Janeiro, em maio, no Teatro Vannucci (Shopping da Gávea). No Teatro Yara Amaral (Sesi Taguatinga, QNF 24, 3354 4040). Sábado, às 21h; domingo, às 20h.

Amor ou sexo?

Uma das novas formações cômicas da cidade, o grupo Os Filhos da Peça - criado durante uma oficina do G7 - chega ao segundo espetáculo solo juntando temas de dois outros espetáculos em cartaz: a viagem no tempo e a relação homem e mulher. O resultado é Se é que isso é amor, em que discutem o fino fio que separa amor e sexo, considerando as circunstâncias vividas pelos amantes em diferentes fases da história da humanidade. Na Sala Juca Chaves (Espaço Brasil 21 Cultural, SHS, Q. 6; 3039-9296). Sábado, às 21h, e domingo, às 20h.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES