Brasília-DF,
02/JUN/2020

Grupo de cultura mediterrânea se apresenta no Clube do Choro neste fim de semana

A intenção do grupo Kervansarai é difundir o estilo musical que conta com a utilização de instrumentos ancestrais como alaúde e derbak

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Pedro Ibarra* - ** Publicação:06/03/2020 06:05Atualização:05/03/2020 19:20
O grupo Kervansarai faz duas apresentações no Clube do Choro e toca um apanhado de músicas originárias das culturas mediterrâneas (Nina Quintana/ Divulgação)
O grupo Kervansarai faz duas apresentações no Clube do Choro e toca um apanhado de músicas originárias das culturas mediterrâneas

Pelo fato de o Brasil ter sido um país que recebeu influências de diferentes culturas durante a sua formação social, a diversidade é muito presente no cotidiano da nação. O público brasileiro convive com diversas representações culturais e tem em seu imaginário outras tantas. Com a intenção de apresentar as raízes influenciadoras da cultura brasileira, o grupo Kervansarai faz duas apresentações no Clube do Choro, nesta sexta-feira (6/3) e sábado (7/3), sempre às 21h, e toca um apanhado de músicas originárias das culturas mediterrâneas.

Formado originalmente pelo brasileiro Bernardo Bittencourt e pelo egípcio Mahmoud Al Masri, o grupo toca instrumentos ancestrais como o alaúde e o derbak e passeia por um repertório que tem origem nas culturas árabe, grega, turca, flamenca e de outras regiões mediterrâneas. “Nós fazemos toda uma pesquisa cultural para trazer ao público músicas ancestrais, e chamamos convidados para que juntos possamos também dar a nossa roupagem ao que tocamos”, afirmou Bernardo Bittencourt.

“O nome Kervansarai significa palácio das caravanas. Esses eram lugares nos quais culturas diferentes se encontravam e faziam não só comércio, mas trocas culturais que envolviam música, poesia e dança”, explica Bernardo. “Explicamos um pouco do contexto do que estamos tocando e, às vezes, tenho que me atentar porque me empolgo e acabo falando até demais e tocando de menos.”

Com convidados especiais que vão desde músicos com estudos em jazz choro e samba até dançarinas de dança do ventre, a apresentação promete conectar o público com esse estilo musical ainda pouco difundido no Brasil. “A maior parte das pessoas que conversa conosco depois dos shows fala que adorou viajar com a gente. Nunca ninguém nos falou que não gostou da música que tocamos”, avisa Bernardo.
 
*Estagiário sob a supervisão de José Carlos Vieira 

Serviço

Kervansarai e convidados especiais no Clube do Choro
Clube do Choro (SDC Bl G). Sexta (6/3) e sábado (7/3), às 21h. Ingressos: R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia-entrada), disponíveis no site www. bilheteriadigital.com

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES