Brasília-DF,
20/OUT/2018

Exposição projeta imagens que reflete nuances e crenças afro-brasileiras

A mostra tem um eixo dedicado a Pierre Verger, Mario Cravo Neto e José Medeiros, além de obras de artistas de todo o país

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Vanessa Aquino Publicação:18/07/2014 06:37
Mirian Fichtner é uma das fotógrafas selecionadas pela curadoria de Denise Camargo  (Mirian Fichtner/Pluf Fotografias)
Mirian Fichtner é uma das fotógrafas selecionadas pela curadoria de Denise Camargo

O universo simbólico, os valores e as tradições africanos estão no cerne da exposição fotográfica Corpo-imagem dos terreiros. Em cartaz na Caixa Cultural, as imagens fazem parte de uma coletânea que procura recordar a dinâmica do tempo e do espaço e as condições encontradas que fizeram com que os negros recriassem tradições com novas cores, ritos e sabores, dando origem às religiões afro-brasileiras.

Com curadoria da fotógrafa e pesquisadora Denise Camargo, a mostra tem um eixo dedicado a Pierre Verger, Mario Cravo Neto e José Medeiros, além de obras de artistas de todo o país. “Corpo-imagem dos terreiros fala para aqueles que estão abertos ao conhecimento e ao belo”, sugere.

As fotografias da mostra são apresentadas por meio de projeções em diferentes suportes, combinadas a releituras das sonoridades associadas ao tema. “As imagens são acompanhadas de textos que oferecem informações capazes de desconstruir versões e visões”, adianta.

Corpo-imagem dos terreiros

Caixa Cultural Brasília (Galeria Acervo — SBS Quadra 4 Lotes 3/4). Visitação até 3 de agosto, de terça a domingo, das 19h às 21h. Entrada franca. Classificação indicativa livre.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES