Brasília-DF,
19/FEV/2018

Comediante Marco Luque se apresenta em stand-up na capital; confira

Espetáculo Tamo junto! será apresentado em duas sessões, no Teatro dos Bancários

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Rebeca Oliveira Publicação:25/07/2014 06:02Atualização:25/07/2014 15:26
Sem esquetes ou personagens, Marco Luque retorna a Brasília com stand-up Tamo junto! 
 (Divulgação / Imprensa Risoflex)
Sem esquetes ou personagens, Marco Luque retorna a Brasília com stand-up Tamo junto!
O terno preto e a camisa branca viraram uniforme do humorista e apresentador Marco Luque. Conhecido pelo programa semanal Custe o que custar (CQC), exibido na Band, ele tem mais a dizer do que supõe quem o conhece apenas pela tevê. Na peça Tamo junto!, que desembarca em Brasília neste fim de semana, em duas sessões no Teatro dos Bancários, Luque surge de cara limpa. Munido, apenas, do bom humor habitual. Ele garante "uma hora e 20 de pura gargalhada".

Um dos maiores representantes do gênero stand-up, Marco Luque começou cedo: desde a época da escola, já fazia graça com os colegas e professores. Grande parte da apresentação é baseada nessas e em outras experiências pessoais do comediante, que já foi jogador de futebol e até garçom, além de ter se formado em artes plásticas antes de enveredar pelos palcos do país. "Quando entrei no Terça Insana (projeto teatral dedicado à comédia), me encontrei com esse formato", recorda.

Duas perguntas - Marco Luque

Você decidiu ser humorista em um momento especial ou tudo aconteceu naturalmente?
Eu sempre fui piadista, desde a escola. Mas a vontade de ser humorista se intensificou quando me tornei palhaço. Foi ali que percebi a minha missão. Quando entrei no Terça Insana (projeto teatral dedicado à comédia), me encontrei com esse formato. No entanto, um verdadeiro marco e divisor de águas na minha carreira foi a entrevista concedida ao Jô Soares há 9 anos. Foi o pontapé inicial para minha ida para a tevê.

Em que se inspira na hora de criar o repertório do seu stand-up?
Presto bastante atenção no comportamento das pessoas e em coisas que acontecem no mundo. Brinco muito com costumes e coisas do cotidiano. É uma avalanche de risadas: nos primeiros 20 minutos, o pessoal já massageia a bochecha. Eu me divirto com o público. Gosto desse contato cara a cara, sem disfarces. Em meu outro espetáculo, Labutaria, faço cinco personagens. Volto no primeiro semestre de 2015 a Brasília com essa apresentação. O público já pode ficar de olho.

Tamo junto! Stand-up de Marco Luque

Amanhã, às 19h; e domingo, às 18h. No Teatro dos Bancários (EQS 314/315 Sul; 3262-9090). Ingressos a R$ 80 (inteira) e R$ 40. Não recomendado para menores de 14 anos. Pontos de venda: Central de Ingressos do Brasília Shopping e lojas Cia Toy.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES