Brasília-DF,
21/JUL/2018

Conselho de classe abre a programação do Cena Contemporânea

São 23 espetáculos nacionais e internacionais diante da missão de confirmar o Cena como principal acontecimento de artes cênicas da região

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Diego Ponce de Leon Publicação:19/08/2014 08:15Atualização:19/08/2014 10:30
Uma reunião de professores eclode em debate sobre educação e ética. Conselho de classe abre o Cena 2014  (Vicente de Mello/Divulgação)
Uma reunião de professores eclode em debate sobre educação e ética. Conselho de classe abre o Cena 2014

Com menos palcos e carente de programação musical, o Cena Contemporânea surge com o desafio de seduzir o público exclusivamente por meio do teatro. Sem os tradicionais shows na praça do Museu da República — sempre com ares de ponto de encontro —, o evento tenta movimentar a cidade com a mesma intensidade  das 14 edições anteriores. São 23 espetáculos nacionais e internacionais diante da missão de confirmar o Cena como principal acontecimento de artes cênicas da região. Antes mesmo de iniciar, os resultados são favoráveis: praticamente todos os ingressos estão esgotados.

Saiba mais...
A ausência da trilha sonora e de relevantes espaços se deu por conta do orçamento público reduzido pela metade. O Teatro Nacional, o Teatro da Caixa e os palcos de cidades do DF, como Taguatinga e Ceilândia, não receberão apresentações. No que tange à música, o idealizador e diretor do festival, Guilherme Reis, sabe bem o quanto o gênero fará falta. “É a festa, a alegria coletiva, a ocupação criativa e cidadã da praça pública. A música tem servido para levar a garotada para o teatro”, lamentou.

Apesar do percalço, Guilherme está confiante no repertório cênico desta edição, que inclui peças de cinco países: “Nada fará com que o evento perca seu poder de comunicação com o público inteligente. O festival é maior do que isso”. Ele aproveitou para salientar que todos os esforços serão reunidos para “voltar a oferecer essa programação musical para a cidade”, assim como reconquistar os locais excluídos desta edição.

Conselho de classe
Da Cia. dos Atores (RJ). Nesta terça-feira, às 21h, na abertura do Cena Contemporânea 2014. No teatro Plínio Marcos (Funarte, Eixo Monumental). Não recomendado para menores de 12 anos. Ingressos esgotados.

A matéria completa está disponível aqui, para assinantes. Para assinar, clique aqui.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES