Brasília-DF,
14/DEZ/2018

Abaetê Queiroz e Roni Sousa se dividem em 25 papéis em 'O primeiro milagre'

A comédia aborda temas como racismo, religião e capitalismo

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Diego Ponce de Leon Publicação:02/10/2015 06:06Atualização:01/10/2015 17:49

 A comédia utiliza elementos bíblicos para propor um debate bem-humorado (Joana França/Divulgação)
A comédia utiliza elementos bíblicos para propor um debate bem-humorado
 

O intrépido ator Roni Sousa sobe ao palco ao lado de nosso querido Abaetê Queiroz para levar ao brasiliense o viés contestatório e crítico do italiano Dario Fo, um dos mais aclamados e controversos nomes da dramaturgia mundial contemporânea. Em O primeiro milagre, Roni e Abaetê encarnam mais de 25 personagens que permeiam a trama da Sagrada Família.


Tratando-se do ateu Dario Fo, claro, a comédia e a ironia carregam a montagem, que se utiliza de elementos bíblicos para propor um debate bem-humorado, mas rígido, sobre a sociedade atual. Racismo, religião, capitalismo, entre outros, são polemizados em cena no decorrer do espetáculo.


A direção fica por conta de Humberto Pedrancini, figura fundamental do teatro brasiliense. Humberto, inclusive, participou de uma primeira encenação do texto no Distrito Federal, há mais de 20 anos. Trabalho que lhe rendeu alguns prêmios e que volta a provocá-lo duas décadas depois.

SERVIÇO
O primeiro milagre
Direção de Humberto Pedrancini. Com Roni Sousa e Abaetê Queiroz. No Teatro Semente (Setor Central, EQ 52/54, Gama). Amanhã, às 20h; domingo, às 19h. Entrada franca mediante doação de 2kg de feijão. Não recomendado para menores de 12 anos.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES