Brasília-DF,
15/AGO/2018

Galeria Alfinete recebe séries de João Angelini e Cecília Bona

Mostras resultantes de pesquisas sobre a paisagem estreiam

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Nahima Maciel Publicação:13/11/2015 07:00Atualização:12/11/2015 18:04
João Angelini flerta com o cinema nas obras de Entre-quadros (João Angelini/Divulgação)
João Angelini flerta com o cinema nas obras de Entre-quadros

A Alfinete Galeria recebe a partir de amanhã as exposições Entre-quadros, de João Angelini, e Terreno instável, de Cecília Bona, com trabalhos nascidos de longas pesquisas sobre o movimento e a paisagem. Angelini mostra uma parte das obras expostas no Itaú Cultural pelo programa Rumos, no ano passado.
 
São, particularmente, frutos de três séries nas quais o artista aprofunda a pesquisa de investigação das possibilidades da imagem em movimento. “A busca é manipular o que seria a estrutura da imagem em movimento”, avisa o artista. “Se o cinema caminha para esconder a unidade fílmica, para mim é interessante mostrar isso de maneira participativa no discurso poético.”
 
Em uma das séries, ele pensa a música visual. Em outra, é a descontinuidade fílmica que interessa, enquanto uma terceira traz objetos que Angelini chama de “pré-cinema. São os processos mecânicos nos quais consigo realizar a imagem em movimento, processos holográficos, com espelho”, avisa.
 
Já o Terreno instável, de Cecília Bona, vem do arrebatamento pela paisagem durante uma residência de 20 dias em uma fazenda na Islândia. Em um conjunto de desenhos, fotografias e vídeos a artista mergulha na ideia de temporalidade, algo que salta aos olhos, segundo ela, quando se está diante de um território cheio de particularidades geográficas como o islandês.
 
“O impacto dessa paisagem para mim foi mais a questão das escalas. É um país muito jovem e você vê isso no solo, na lava que forma o chão”, explica a artista. “Quase todos os trabalhos falam das escalas ampliadas que percebi por lá”. Por escalas, Cecília se refere tanto à imponência da paisagem quanto à comparação entre o tempo de existência da civilização e do próprio planeta Terra. “São imensuráveis esse tempo e essa escala”, avisa.

SERVIÇO
Entre-quadros (Exposição de João Angelini) e Terreno instável (Exposição de Cecília Bona)
Abertura sábado (14), às 18h, na Alfinete Galeria (116 Norte, Bl. B, lj. 61). Visitação até 19 de dezembro, de quarta a sábado, das 15h às 19h30.


COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES