Brasília-DF,
16/AGO/2018

Nossa! Cia estreia com 'Tudo o que há flora' e promete um bom espetáculo

A peça exagera em frases de efeito e trocadilhos, mas isso não compromete a qualidade

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Vinicius Nader Publicação:20/01/2017 06:02Atualização:20/01/2017 11:12
Espetáculo revela uma promissora trupe (PH Costa Blanca/Divulgação)
Espetáculo revela uma promissora trupe
Leila Savary, Lucas Drummond e Thiago Marinho formam a Nossa! Cia. de atores. Ao lado de Lucas Ayres e sob a direção de Daniel Herz, eles apresentam Tudo o que há Flora, texto de Luiza Prado que marca a estreia da trupe.
 
A saga da mulher obcecada por arroz que se dedica a cuidar do marido e (numa fantasia?) se perde entre o que é real ou não poderia ser triste. Mas a nossa confere tons coloridos à trama de Flora, defendida pela ótima Leila. Os anos 1980 estão no figurino, no cenário.
 
O texto é pontuado por frases de efeito e trocadilhos, como “você me deixa difusa” e “estou em modo avião”, mas, em profusão, elas, às vezes, cansam. Em menor quantidade ou mais espaçadas, poderiam funcionar melhor e dar um pouco mais de chance à reflexão para a qual o espetáculo convida.  Nada que comprometa a promissora estreia da companhia. Vem coisa boa por aí!

SERVIÇO
Tudo o que há Flora
Centro Cultural Banco do Brasil Brasília. Até 5 de fevereiro. De quinta a domingo, sempre às 20h. Ingressos a R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia). Informações: 3108-7600. Não recomendado para menores de 12 anos.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES