Brasília-DF,
20/AGO/2017

Preta Gil comanda festa de pós-carnaval no Parque da Cidade

A ressaca também conta com programação infantil e shows dos blocos Eduardo & Mônica, Santo Pecado e outros artistas

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Irlam Rocha Lima Publicação:03/03/2017 06:04Atualização:03/03/2017 10:32

Preta Gil: Somos o bloco do amor ao próximo (Alexandre Vidal/Riotur)
Preta Gil: Somos o bloco do amor ao próximo


O bloco da preta não para de crescer. Depois de reunir 500 mil pessoas no centro do Rio de Janeiro, no carnaval deste ano, arrastou uma multidão no circuito Barra/Ondina, em Salvador, na folia baiana.


Neste domingo, a cantora, acompanhada pela banda Black Power, é a atração do Parque da Alegria, pós-carnaval que ocupa a Praça das Fontes, no Parque da Cidade.


Convidados


A programação do evento é extensa e terá início às 11h, com a apresentação do DJ Jonnes Veloso, atividades lúdicas voltadas para as crianças e show do grupo Fura Olho.


Depois, sobem ao palco o grupo Adora Roda e a cantora Dhi Ribeiro, às 14h; o grupo Batalá, às 15h30; a cantora Renata Jambeiro e a bateria da Aruc, às 16h30; o Bloco Eduardo e Mônica, às 18h; Bloco da Preta, às 19h30; e, finalizando,o Bloco Santo Pecado, às 21h40. Nos intervalos entram em ação os DJs Jonnes Veloso, Mateus e A.

 

Três Perguntas // Preta Gil

 

Antes da estreia do bloco, na praia de Ipanema, há oito anos, você fazia ideia do sucesso imenso que ele viria a ser?
Criei o Bloco da Preta sem pretensão. Ensaiamos bastante, mas só saímos às ruas de Ipanema em 2009. Eu cantava em um carro de som e apareceram milhares de pessoas. Depois, passei a cantar num trio e crescemos juntos com a retomada do carnaval de rua do Rio. Mas eu jamais poderia imaginar que tomaria essa dimensão. Hoje, comemoro o fato de termos levado o bloco para as ruaa s de Salvador, de onde veio a minha inspiração.

O que explica o êxito obtido pelo bloco?
Somos o bloco da diversidade, onde o preconceito passa longe. Somos o bloco do amor ao próximo, cantamos do axé ao funk, samba, sertanejo, MPB e marchinhas. Somos a cara do Brasil alegre e plural. Também levo o espírito do bloco nos shows que faço ao longo do ano. O Bloco da Preta é um organismo vivo que é movido à energia da nossa gente, é o povo que faz ele ser o que é.

Em apresentação, no ano passado, no Eixo Monumental, você reuniu uma multidão. Como é sua relação com os fãs brasilienses?
Foi uma linda surpresa. Se me lembro bem, reuni mais de 40 mil pessoas. Diziam que Brasília não tinha tradição, mas eu vi exatamente o contrário. Quero voltar sempre. O povo da nossa capital merece ser feliz. Tenho muitos fãs e amigos na cidade; e sempre que me chamarem, estarei aí para levar nossa alegria.

SERVIÇO
Parque da Alegria
Domingo, a partir das 11h, na Praça das Fontes do Parque da Cidade. Entrada franca. Classificação indicativa livre mediante o cadastro no site www.verriverri.com.br. Informações: 9962-5421. Classificação indicativa livre.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES