Brasília-DF,
17/NOV/2017

Josafá Neves abre nova exposição na cidade

O artista apresenta as obras de 'Diáspora' na Caixa Cultural

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Nahima Maciel Publicação:24/03/2017 06:00Atualização:23/03/2017 18:00
Personalidades da cultura brasileira estão nas obras de Josafá Neves.
 (Carlos Silva/Esp. CB/D.A Press)
Personalidades da cultura brasileira estão nas obras de Josafá Neves.
 
 
O artista Josafá Neves começou a trabalhar em Diáspora no ano de 2012. Queria jogar uma luz sobre personalidades afrodescendentes que ajudaram a construir a cultura e a identidade brasileiras. Em pinturas feitas com óleo e pastel sobre tela, ele estampou o rosto de nomes como Milton Santos, Grande Otelo, Pixinguinha, Elza Soares, Nelson Sargento, Itamar Assunção e muitos outros.
 
Desde o ano passado, começou também a fazer esculturas dos orixás. Parte desse conjunto está na exposição Diáspora, em cartaz na Caixa Cultural. “Diáspora é o resgate desses ícones, é o resgate da afirmação do negro nas artes plásticas, na literatura, o resgate dos intelectuais, pessoas que contribuíram e contribuem para a cultura afrodescendente no Brasil”, avisa o artista. “A ideia é mostrar esse potencial do negro e a grande contribuição que nos deram e dão até hoje.”
 
Na mostra, Neves quer também falar de como certos aspectos dessa cultura foram, durante muito tempo, criminalizados e demonizados. Ele lembra, por exemplo, que a história do samba começa nas prisões, já que os primeiros compositores eram perseguidos pela polícia, assim como os praticantes de capoeira, hoje, um patrimônio imaterial. O projeto das esculturas dos orixás complementa a reflexão. Com meia tonelada, a escultura de Xangó faz companhia a Oxóssi e foi construída com madeira do cerrado. “Pensei muito nas crianças, porque a Caixa tem esse programa de arte-educação e com as esculturas você pode mexer com o imaginário delas”, diz o artista, que também levou para a exposição um painel de peças feitas por 170 crianças de escolas públicas de cidades do Distrito Federal. “Cada criança pintou uma peça e discutimos a questão do racismo”, conta Neves.

SERVIÇO
Diáspora
Visitação até 14 de maio, na Galeria Principal da CAIXA Cultural Brasília (SBS Quadra 4 Lotes 3/4). Visitação de terça-feira a domingo, das 9h às 21h.
 

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES