Brasília-DF,
21/AGO/2017

Nando Reis apresenta seu mais novo trabalho neste fim de semana

O show 'Jardim-Pomar' junta música, poemas e elementos visuais

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Irlam Rocha Lima Publicação:05/05/2017 06:02Atualização:04/05/2017 19:05
Nando Reis traz sucessos e novidades ao palco do Centro de Convenções Ulysses Guimarães (Perfexx/Divulgação)
Nando Reis traz sucessos e novidades ao palco do Centro de Convenções Ulysses Guimarães
 
Nando reis está de volta a Brasília e traz uma proposta diferente da que estamos acostumados a ver por aqui. Em Jardim-pomar, Nando, o ruivo, tem uma clara preocupação com o aspecto visual. Felipe Tassara e Daniela Thomas propuseram um espaço cênico, montado com transparências, em que o projeto de luz, cria um jogo entre as imagens, as músicas e a plateia. O figurino foi criado pelo consagrado estilista Alexandre Herchcovitch. A direção é de Roger Velloso.
 
Durante o show, o público poderá ouvir sons pré-gravados (conversas, vozes, poemas e batidas eletrônicas) que dialogam com a performance de Nando e da banda Os Infernais. No repertório, as músicas do disco Jardim-Pomar, como Só posso dizer, Pra onde foi, Inimitável e Azul de presunto, se juntam aos hits All star, Marvin, Os cegos do castelo, Relicário e Sou dela.
 
 
 
Serviço
Jardim-Pomar
Show de Nando Reis, acompanhado pela banda Os Infernais. Auditório master do Centro de Convenções Ulysses Guimarães (Eixo Monumental). Amanhã, às 21h. Ingressos: R$ 70 (poltroma superior), R$ 100 (poltrona especial B), R$ 120 (poltrona especial A), R$ 140 (poltrona vip lateral), R$ 180 (poltrona vip) e R$ 1.500 (vip lounge/ sofá para quatro pessoas, com mesa de centro e bebidas) —  valores referentes à meia-entrada. Não recomendado para menores de 14 anos. Informações: 3248-5221 e 3364-2694.

Duas Perguntas
Nando Reis

O que Jardim-Pomar, álbum e show, propõe?
É uma viagem estética, musical, uma reflexão e uma imersão no meu trabalho. O disco é a publicação de um pensamento próprio que se desenvolve na cabeça de quem recebe, mais ou menos o que acontece no show, com a diferença de que lá há uma participação concomitante de plateia e palco.  O show, na verdade, é ainda mais completo porque, além de todo o repertório do disco e do visual que esse trabalho reúne, tem um repertório ainda maior. Ele envolve toda a extensão do meu trabalho. O show é lindo, com uma cenografia totalmente nova no meu trabalho.

Como avalia a atual conjuntura  do país?
A conjuntura política, social e econômica do Brasil é conturbada demais, complexa e atravessa um momento dificílimo. Isso tem a ver com o histórico isolamento da classe política, com a alienação, eu diria, com a perda da razão fundamental das suas responsabilidades, que tem a ver, inclusive com a cidade de Brasília. Nada a ver com a população da cidade, claro, mas com o fato de a capital ter sido transferida para Brasília e virar essa ilha de alienação.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES