Brasília-DF,
20/AGO/2017

Alexandre Ribondi apresenta espetáculo sobre o envelhecimento

'Sexo aos 60 Se minhas rugas falassem' foi encenado pela primeira vez em 2010

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Isabella de Andrade - Especial para o Correio - Publicação:12/05/2017 06:01Atualização:11/05/2017 19:10
Alexandre Ribondi enfrenta a plateia sozinho: a solidão no palco pode ser boa (Daniel Madsen/Divulgação)
Alexandre Ribondi enfrenta a plateia sozinho: a solidão no palco pode ser boa
 
O espetáculo Sexo aos 60 – Se minhas rugas falassem é dirigido e interpretado por Alexandre Ribondi, que circula entre os palcos de Brasília há 47 anos. Relatos pessoais sobre as experiências de envelhecer entram em cena e o ator destaca: “Se eu soubesse que era assim, teria envelhecido há mais tempo. Tudo muda em você, principalmente as reflexões sobre a vida, passamos a enxergar tudo por um outro ponto de vista”.
 
Estar em cena com um monólogo não é tarefa fácil e a carga de textos decorados aumenta. Por outro lado, Ribondi conta que a perspectiva de solidão em cena e no camarim lhe agrada. “A peça fala de como é ser um homem de 60 anos ou mais e sobre o sexo nessa idade. Coisas engraçadas e trágicas podem acontecer, mas a tragédia também pode provocar gargalhadas”, afirma.
 
A peça estreou em 2010 e, desde então, as reações da plateia são variadas. Alexandre conta que a identificação acontece entre os mais velhos e também entre os jovens, que ficam curiosos para saber como vai ser.

Serviço
Sexo aos 60 – Se minhas rugas falassem
Teatro do Brasília Shopping. Amanhã e domingo, às 20h. Os ingressos custam R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia-entrada). Não recomendado para menores de 16 anos.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES