Brasília-DF,
22/OUT/2017

Mistura Fina terá discotecagem da DJ paulista Eli Iwasa

A balada promete 10 horas de festa

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Adriana Izel Publicação:26/05/2017 06:02Atualização:25/05/2017 18:23
DJ paulista Eli Iwasa é uma das convidadas da festa mistura Fina. 10 horas de muita balada (Alle Manzano Fotografia/Divulgação)
DJ paulista Eli Iwasa é uma das convidadas da festa mistura Fina. 10 horas de muita balada

 
A festa mistura Fina ganha uma edição inédita amanhã, a partir das 23h, no Espaço Secreto (Sofs, Qd. 9, Cj. A). Com a promessa de 10 horas de balada, o evento contará com mais de 10 DJs se revezando na pista Misture-se.
 
O line-up do evento é formado por três DJs de fora do DF, as paulistas Eli Iwasa e Cinara e o mineiro Nedu Lopes, e artistas do cenário brasiliense, os DJs Mari Perrelli, Chicco Aquino, Hugo Drop, Drezin, Pezão + Ops e Simple Jack Thiago Secchi. A paulista Eli Iwasa é uma das DJs que retorna ao evento. Com agenda frequente em Brasília, a artista diz que gosta muito de tocar na festa por conta da mistura de estilo. “Gosto bastante dessa mistura, de poder passear por diversos gêneros musicais. As pessoas me veem como uma DJ de techno, mas eu sou uma pessoa que ouve de tudo”, conta ao Correio.
 
Envolvida também com uma banda de pós-punk, a Bleeping Sauce, Eli Iwasa é conhecida por fazer sets diferentes em cada apresentação. “Eu nunca preparo o set. Tenho hábito de chegar à festa pensando nas três primeiras músicas e conseguir me adaptar ao que acho legal e o que a pista está pedindo”, comenta Eli.
 
Os ingressos custam R$ 50. Valores de meia-entrada e primeiro lote. À venda pelo site www.mobprodutora. com.br e nos pontos físicos Endossa (310 Norte e 306 Sul) e 5uinto Bar (102 Norte). Não recomendado para menores de 18 anos.
 
Duas perguntas // Eli Iwasa
 
Além de ser DJ você tem outros projetos?
Tenho uma banda chamada Bleeping Sauce, um projeto meu com o Marcos AS, em que reunimos várias influências musicais nossas. Temos um background bem focado no rock dos anos 1980. É um projeto que tem nuances de várias sonoridades. Tem uma dinâmica de banda mesmo, com passagem de som, ensaio, gravações em estúdio... Nele, eu canto. Também tenho meu próprio clube em Campinas, o Club 88, para o qual dedico meu tempo e minha energia. É algo de que gosto muito. É uma realização e um trabalho que sinto que faz diferença no interior de São Paulo.
 
Você disse que não prepara o set previamente. Não é arriscado?
Sou DJ há 15 anos e encaro isso como parte da diversão. Uma das qualidades de um DJ é saber o que tocar, ter esse feeling que faz  diferença.  Gosto de preservar isso, que sempre traz um frescor e uma certa imprevisibilidade e ineditismo aos meus sets.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES