Brasília-DF,
21/NOV/2017

Espetáculo Aurora une dança, música e artes visuais

Com muita acrobacia, a arte circense mostra que saiu do clássico e estreia nova dimensão de adrenalina

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Rebeca Oliveira Publicação:02/06/2017 06:03Atualização:01/06/2017 17:46
Espetáculo Aurora - Gran Cirque Mirabolantes evidencia evolução da arte circense
 (Lufe Arruda/Divulgacao)
Espetáculo Aurora - Gran Cirque Mirabolantes evidencia evolução da arte circense

 
Utilizando dança, música e artes visuais,  as acrobatas Juliana Mayumi, Laryssa Teles, Marta Correia e Tallyta Torres contam, apenas com o corpo, a evolução da arte circense em Aurora —  Gran Cirque Mirabolantes.
 
A ideia do novo espetáculo, autoral e visceral, é fazer um passeio por diferentes momentos e perspectivas deste segmento cultural, com enfoque na evolução do circo, do antigo até chegar ao contemporâneo.
 
Dirigido por Mônica Maria, a produção da Trupe Mirabolantes faz uso, ainda, de aparelhos montados especificamente para esta performance. Essa criação que transcende o usual —  de, se preciso, inventar o que não existe —  faz parte do DNA da trupe Mirabolantes, fundada em Brasília.
 
O grupo nasceu da fusão de diferentes artistas que atuavam em malabarismo, acrobacias aéreas ou de solo, equilibrismo, trampolim, entre outras propostas. Há seis anos, alimentam um ciclo virtuoso com cursos de formação na área.

 
Serviço

Aurora —  Gran Cirque Mirabolantes
No Galpão Bambu (EPPR DF 5 Km 2, Núcleo Rural Córrego do Urubu, Caminho dos Buritis, Chácara Nossa Senhora da Conceição, T 86, Lago Norte). Sexta-feira (2/6) e sábado (3), às 21h; e domingo (4), às 20h. Ingressos a R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia).
Livre para todas as idades.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES