Brasília-DF,
21/SET/2018

Dona Onete chega à capital para lançar novo CD

Aos 77 anos a dona do carimbó prova que sensualidade não tem idade

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Irlam Rocha Lima Publicação:23/06/2017 06:00Atualização:22/06/2017 17:18
Dona Onete: 'Com a música, ganhei o Brasil e o mundo' (Naiana Gaby/Divulgação)
Dona Onete: 'Com a música, ganhei o Brasil e o mundo'

 
Banguê é o nome de uma festa de origem paraense, fruto da reunião de ritmos da tradição negra, recheada com as cores e os sons da cultura cabocla. É isso que Dona Onete traz nesta sexta-feira (23/6) para Brasília.
 
A cantora de 77 anos é a grande intérprete do carimbó chamegado e de outros gêneros musicais da região Norte, presentes nas 12 faixas de Banzeiro, CD que lhe rendeu a indicação ao prêmio da música brasileira deste ano na categoria regional.
 
Dona Onete assina as letras nas quais deixa claro que sensualidade não tem idade. Tipiti, No sabor do beijo  e Proposta indecente são algumas.
 
O talento de Dona Onete só foi descoberto aos 62 anos, depois que, aposentada como professora, aceitou o convite para ser vocalista de um grupo de carimbó. Nove anos depois, lançou o primeiro CD solo, Feitiço caboclo. 
 
“Já estive algumas vezes em Brasília e agora volto à capital para lançar o Banzeiro, meu segundo CD. Quero ver todos os meus fãs brasilienses lá no Outro Calaf”, convoca.
 

Duas Perguntas // Dona Onete

 
Como se sentiu iniciando a carreira artística aos 62 anos?

Eu era professora no pequeno município de Igarapé-Mirim, mas sempre sonhei em viver da música. Quando, depois de aposentada, surgiu a chance de ser vocalista de um grupo de carimbó, não pensei duas vezes. Com a música, ganhei o Brasil e o mundo.

 
O lançamento do CD Banzeiro a levou a ser chamada de musa do carimbó chamegado. O elogio a envaidece? 
Tudo o que contribui para divulgar meu trabalho é positivo. Ter participado do projeto Terruá Pará, o lançamento dos CDs Feitiço caboclo e agora o Banzeiro foram importantes, assim como o respeito e os aplausos do público pelo meu trabalho.
 
SERVIÇO
Banzeiro
Outro Calaf (Setor Bancário Sul). Sexta-feira (23), às 22h. Ingressos: R$ 20 (primeiro lote), R$ 30 (segundo lote) e R$ 40 (na hora do show). Não recomendado para menores de 18 anos.
 

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES