Brasília-DF,
20/NOV/2017

'A autópsia de um beija-flor': a investigação de dois espiões e o voyeurismo

O espetáculo fica em cartaz a partir deste sábado (5) até o dia 27 de agosto

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Camila Beatriz* Publicação:04/08/2017 06:00Atualização:03/08/2017 11:33
André Deca vive um espião que investiga um casal suspeito e gera reflexões sobre  comportamento da sociedade
 (Alexandre Magno/Divulgação)
André Deca vive um espião que investiga um casal suspeito e gera reflexões sobre comportamento da sociedade
 
 
A autópsia de um beija-flor, peça dirigida por Sérgio Sartório, apresenta um enredo que reflete sobre o voyeurismo, prazer humano em observar situações em detrimento de participar ativamente delas. Santiago Serrano, escritor da peça, sobe ao palco e contracena com André Deca. Juntos, Deca e Serrano formam uma dupla de espiões.

O título da peça é uma referência à operação investigada pela dupla, que envolve um político de codinome Beija-flor e a esposa. “É um espetáculo com muito humor e que apresenta uma crítica sutil sobre todas essas tendências que temos hoje, como o Facebook e o Instagram, por exemplo, e que nos fazem cada vez mais observar a vida dos outros”, explica o ator André Deca.

Serviço
A autópsia de um beija-flor
Teatro Brasília Shopping. Sábados, às 20h, e domingos, às 19h. Ingressos a R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia-entrada). Não recomendado a menores de 14 anos. Informações: 33522-9521.

*Estagiária sob a supervisão de Vinicius Nader

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES