Brasília-DF,
15/AGO/2018

Turnê de Bob Malmnström chega ao Gama neste domingo (20)

A banda finlandesa traz críticas bem-humoradas à sociedade contemporânea burguesa

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Ronayre Nunes* Publicação:18/08/2017 06:00Atualização:17/08/2017 17:39
Sarcástico e ousado, o grupo Bob Malmström chega a Brasília (Internet/Divulgação)
Sarcástico e ousado, o grupo Bob Malmström chega a Brasília

 
A banda finlandesa Bob Malmström fará sua segunda apresentação na capital neste domingo (20/8), no Teatro Galpãozinho, no Setor Central do Gama. O grupo, que vem marcando forte presença no território europeu desde 2010, está em turnê pelo Brasil desde o último dia 10.
 
Com sonoridade punk-rock, Bob Malmström já tem três álbuns e um EP, além de alguns sucessos na plataforma YouTube, como a música Eliten.
 
Kjell Simosas (vocal), Otto Kaalikoski (guitarra), Matias  Löfman (baixo) e Wille Löonström (bateria), têm como marca registrada o sarcasmo. Vestidos de membros abastados, os quatro destilam uma critica bem-humorada à sociedade contemporânea burguesa — mesmo defendendo que “nosso gênero não é uma piada”.
 
“Quando começamos, a Bob, já nos conhecíamos e eramos estúpidos o suficiente para encarar as circunstâncias de ter uma banda”, explica Otto Kallikoski, que completa pontuando que o ritmo do grupo aposta em um híbrido de hardcore, d-beat, trash e rock: “Então, no fim, nós só somos uma banda que faz muito barulho e nada mais”.
 
O músico ainda lembrou que o grupo não só conheceu, como sustenta influências na música brasileira, como as bandas Os repelentes, Dependentes Químicos, Filhos De Inácio, ARD, Cólera e Juventude Matilda.
 
Kaalikoski também defendeu a singularidade do público brasileiro que a banda conheceu até o momento: “As pessoas no Brasil são as mais gentis que já conhecemos, é difícil falar de diferenças entre o público brasileiro e europeu, mas eu vou mencionar algumas, como a beleza de ver no Brasil as pessoas balançando a cabeça mesmo estando sóbrias, porque na Finlândia seriam necessárias 100 cervejas para que qualquer ser humano fosse capaz de demonstrar amor por uma música em público.”
 
*Estagiário sob supervisão de Vinicius Nader
 
SERVIÇO
Bob Malmström
Teatro Galpãozinho (Setor Central, Gama). 20 de agosto, domingo, às 19h. Entrada: a R$ 15 (antecipado), R$ 20 (na portaria). Não recomendado para menores de 16 anos.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES