Brasília-DF,
13/DEZ/2018

Sons da noite: Caetano Veloso chega a Brasília com show em família

Além de Caetano, outros clássicos como Tom Zé e Lô Borges estão na agenda

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Irlam Rocha Lima Publicação:25/08/2017 06:02Atualização:24/08/2017 18:08
 (Divulgação)

Um show familiar

Caetano Veloso nunca foi dado a celebrações. Quando ele e Gilberto Gil completaram 70 anos, fizeram aqui na cidade, no Teatro Unip, uma única apresentação. Ao fazer 75 anos, porém, a data vem sendo comemorada. O destaque fica por conta de uma série de shows com os filhos Moreno, Zeca e Tom, que estreia em 3 de outubro, no Rio de Janeiro.
 
Esse espetáculo, que o eterno tropicalista classifica como “singelo” e “acústico”, chega a Brasília em 2 de dezembro e ocupa o palco do auditório master do Centro de Convenções Ulysses Guimarães (Eixo Monumental).
 
No repertório, clássicos como Leãozinho, Reconvexo, Um canto de afoxé para o bloco do Ilê, outras canções da obra de Caetano e as compostas pelos filhos. Entre elas O sol, eu e tu, que Tom fez em parceria com o pai e o baiano Cézar Mendes, gravada pela cantora portuguesa Carminho.

Eu recomendo

O Quinteto de Metais da UFBA fecha nesta sexta-feira (25/8), às 19h, a programação do Sonora Brasil, projeto que desde a última terça-feira ocupa o palco do Teatro Sílvio Barbato do Sesc (Edifício Eurico Dutra/Setor Comercial Sul). O grupo baiano, integrado por Heinz Karl Schwebel (trompete), Joatan Nascimento (trompete), Celso Benedito (trompa), Lélio Alves (trombone) e Renato Costa Pinto (tuba), interpreta peças como Suíte brasileira para quinteto de metais (Fernando Moraes), Fantasia sobre temas de Chiquinha Gonzaga (Marco Túlio de Paula Pinto) e Quatro danças brasileiras (Hudson Nogueira). A entrada é franca. Classificação indicativa livre.

Novo álbum

Convidado especial da nova edição da Melanina, Criolo lança em Brasília o Espiral da ilusão, álbum produzido por Daniel Ganjaman e Marcelo Cabral, que traz 10 sambas inéditos —  sendo nove autorais. No show do dia 16 de setembro, na área interna do Estádio Nacional Mané Garrincha, o cantor e compositor paulistano mostra também canções de outros discos e algumas surpresas. Não recomendado para menores de 18 anos.

Para celebrar

Os 20 anos da banda Zamaster, uma das fundadoras do Porão do Rock, serão comemorados com show no dia 5 próximo, às 19h, no Teatro Garagem do Sesc (913 Sul). Na mesma data, Márcio Cokin (voz), Iuri S. (baixo), Mr. Rods (bateria), Diogo Mutti e Guilherme Negrão (guitarras) lançam clipe da música Pátria amada, que tem assinatura de Lyana Soares. A entrada é franca. Classificação indicativa livre.


Disco do tênis

Ícone do Clube da Esquina, Lô Borges será uma das atrações da programação musical da 18ª edição do festival internacional Cena Contemporânea, que teve início no dia 23 último e se estenderá até 3 de setembro. O cantor e compositor mineiro fará o show de encerramento, na área externa do Museu da República, tendo por base o mítico Disco do tênis, lançado na década de 1970. Entre outras atrações anunciadas estão Tulipa Ruiz e Marcelo Jeneci (dia 31) e Otto, lançando o álbum Ottomatopeia (dia 2). A entrada é franca. Classificação indicativa livre.

 
 (Andre Conti/Divulgação)

Tropicália vive

O cinquetenário do tropicalismo, movimento de vanguarda que, no fim da década de 1960, misturou manifestações da cultura brasileira tradicional com elementos da música pop internacional, será comemorado em Brasília, no começo de setembro, com o festival Quanto mais Tropicália, melhor. Na área externa do CCBB (Setor de Clubes Sul), o público poderá assistir a shows de Céu e Tom Zé (dia 2) e Pedro Luis e a Parede e Pato Fu (dia 3), com início às 18h. Não recomendado para menores de 16 anos.

Viola caipira

O 17º Encontro de Violeiros, na Casa do Cantador (Quadra 32AE, em Ceilândia Sul) réune na programação nomes destacados desse segmento. Sexta, às 20h, Roberto Correa tem palestra sobre viola caipira, e, em seguida, shows de Aparício Ribeiro e Jackson Antunes. Amanhã, às 20h, o destaque é a dupla Galvan & Galvãozinho; e domingo, às 14h, ocorre o primeiro concurso de violeiros amadores. A entrada é franca. Classificação indicativa livre.

Puro virtuosismo

Obras de Bach, Mozart, Villa-Lobos, Pixinguinha e Ernesto Nazareth estão no programa que o trio de sopro Nós nas madeiras apresenta sexta, às 19h30, na Praça das Palmeiras do Terraço Cultural, pelo projeto Sexta Cultural. O grupo é formado pelos virtuosos músicos brasilienses Sidnei Maia (flauta), Fernando Machado (clarineta) e Cristina Porto (fagote). A entrada é franca. Classificação indicativa livre.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES