Brasília-DF,
22/MAI/2018

Luis Lobianco aborda preconceitos à escolha de gênero com a peça 'Gisberta'

Gisberta morreu vítima de transfobia em Portugal em 2006 e se tornou a brasileira símbolo LGBT

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Isabella de Andrade - Especial para o Correio - Publicação:24/11/2017 06:00
Luis Lobianco revive o drama Gisberta no CCBB
 (Elisa Mendes/Divulgação)
Luis Lobianco revive o drama Gisberta no CCBB


Luis Lobianco recria no palco, de maneira poética, a história de Gisberta, brasileira vítima de transfobia que teve morte trágica em Portugal, em 2006. Na época, seu nome virou ícone pela conscientização para crimes de ódio contra gays, lésbicas e transexuais.

O Brasil é um dos países que mais comete crimes de transfobia e homofobia, tornando mais evidente a importância de debater o tema e transformá-lo em espetáculo. Lobianco utiliza sua versatilidade artística em cena e levanta importantes debates por meio da voz de suas personagens. 


Serviço 
Gisberta
Com Luis Lobianco, de 23 de novembro a 10 de dezembro, no Centro Cultural Banco do Brasil; de quinta a sábado, às 20h e domingo, às 19h. No dia 2/12 (sábado) acontece um debate após a peça com o tema “O teatro e o gênero: o lugar da fala e o lugar do ator”. Dia 9/12 acontecerão duas sessões às 17h e às 19h. Os ingressos custam R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia-entrada) e a classificação indicativa é de 14 anos.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES