Brasília-DF,
23/FEV/2018

Caia na balada: Conheça blocos de carnaval que vão da música eletrônica ao rock

Saiba como curtir o feriado do carnaval em Brasília

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Alexandre de Paula- Especial para o Correio Adriana Izel Publicação:09/02/2018 06:00Atualização:08/02/2018 17:24

O bloco de rua mistura música eletrônica com ações de solidariedade (Rodrigo Nunes/Esp. CB/D.A Press)
O bloco de rua mistura música eletrônica com ações de solidariedade

 

Os fãs de música eletrônica não ficam desamparados na diversidade da folia momesca da capital. Com alguns blocos voltados para o gênero, o “tuntz tuntz” tem lugar cativo na festa.

 

Uma das opções é o Bem MEB, que mistura música eletrônica a iniciativas de solidariedade. O bloco começou em 2014. “Já fazíamos algumas festas com essa ideia de ocupação da área pública e com contexto da solidariedade, porque recebíamos doações para entidades de cidades, como Sol Nascente. Então, decidimos levar para o carnaval também”, conta a DJ Thaisa Sabino, uma das organizadoras do bloco, que ocorre na Praça do Museu da República, no domingo (11/2), a partir das 17h. A entrada é franca, mas o bloco pede a contribuição de 1kg de alimento não perecível.

 

O som do Bem MEB é diverso, destaca Thaisa, justamente para atingir um público maior. “Tem aparecido sempre uma galera que não é só da música eletrônica, por isso, a gente coloca todos os gêneros, house, techno, hip hop, funk”, explica.

 

Outra opção para quem gosta de música eletrônica é o 5uinto. O bloco reúne diversos DJs e atrações na segunda e na terça, às 16h, na Praça Central do Conic. Entrada antecipada a R$ 20 e à venda no site www.sympla.com.br. Não recomendado para menores de 18 anos. 

 

Evento tradicional

 

Em sua 17ª edição, o Carnarock teve início ontem e segue até segunda-feira, no espaço 305 Poizé (305 Norte, Bl. E). Nesta sexta-feira (9), o evento começa às 19h com bandas covers de Janis Joplin (Violeta Groove), The Doors (Backdoor Band), Wolfland (Clássicos), Led Zeppelin (Celebration) e Jimi Hendrix (Experience Ideias). De sábado até segunda, a festa começa a partir das 19h, com sons de metal, alternativo, hard rock e metal extremo. Entrada a R$ 30 (meia). À venda na Bilheteria Digital. Não recomendado para menores de 18 anos.

 

Folia roqueira

 

A alcunha de capital do rock não se perde nem no carnaval. O ritmo faz parte de alguns blocos e eventos da cidade. No domingo, a partir das 17h, o bloco Eduardo e Mônica chega à segunda edição celebrando o repertório da banda Legião Urbana em formato carnavalesco. O evento será no SIG, Quadra 8, próximo ao bar Primeiro Beijo. Entrada franca. Classificação indicativa livre.

Na segunda, às 20h, é a vez de a Praça do Museu da República ser palco de outro bloco roqueiro. É o ReveiRock, que será a partir das 20h, com shows de Gadelha, Ninfetas do além, Talo de Mamona, Marina Sabina e a Pêia e DJs Mauricio Korzak, RetzCore, Edson Salazar e Radio Zoom Music. Entrada gratuita. Classificação indicativa livre.

 

O bloco de rua que homenageia o rock no DF chega a sua segunda edição (Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)
O bloco de rua que homenageia o rock no DF chega a sua segunda edição
 

 

Música nordestina

 

O forró será o estilo de ordem de dois blocos de rua. O primeiro sairá às ruas no domingo, a partir das 15h, próximo ao Edifício sede dos Correios, no Setor Bancário Norte. O som ficará a cargo dos trios Papudo e Cajuína. A entrada é franca. Classificação indicativa livre.

Na terça-feira, às 15h, tem o Bloco do Forró, no Museu Nacional da República (Esplanada dos Ministérios). O forró estará nos shows de Arrumadinho Universitário, Porta do Mundo no Cheirinho de Gandaia, Forró do B, DJ Jon Cospe Fogo e DJ Zazu e convidados. Entrada gratuita. Classificação indicativa livre.

 

Órfãos do Babydoll

 

O bloco Babydoll de Nylon não estará no carnaval de 2018. A decisão do grupo de ficar de fora da folia fez com que produtores da cidade organizassem eventos para os órfãos do bloco. No sábado, quando o bloco iria às ruas, o Espaço Cultural Canteiro Central (SCS) promove a festa Cuecão de Lycra, a partir das 19h. Entrada a R$ 25 (meia e primeiro lote). À venda na Bilheteria Digital. Não recomendado para menores de 18 anos.

Já na segunda-feira, será a vez do Babydoll de Iron, a partir das 15h, no projeto Sonhos de Verão, no Calçadão da Asa Norte (próximo à Ponte das Garças). O line up tem os DJs Montana, Ivan Bicudo, Cochlar, Bílis Negra e Ogunda-o. Entrada gratuita até as 18h com cortesia do site www.sympla.com.br, após  R$ 10 (meia). Não recomendado para menores de 18 anos.


Festa democrática

 

Depois do sucesso do Carnaval Multicultural de 2017, o CCBB (SCES) promove mais uma edição do projeto neste ano. A programação começa domingo e segue até segunda-feira, com shows de Patubatê, Maracalunga e Aruc, além de participações de Nãnan Matos, Rodrigo Bezerra e integrantes do bloco Aparelinho. O evento será das 11h às 21h, com entrada a R$ 10 (meia) e R$ 20 (inteira). Classificação indicativa livre.

 

Outros agitos

 

Nesta sexta-feira, a partir das 22h, o Outro Calaf (SBS, Qd. 2) recebe a festa Catupasloka. O evento terá a presença de Kaya Conky, além de Mike, Mia Massi, Andie e Bisca, FémDeus e Aloka nas picapes. Entrada a R$ 10 (até as 22h30), R$ 15 (até as 23h) e R$ 20 (até a 0h), para confirmados no evento no Facebook. Após ou sem confirmação, R$ 30. Valores de meia. Não recomendado para menores de 18 anos.

 

Na segunda-feira, às 14h, o bloco Populares em Pânico chega à nona edição. O tema deste ano é a Copa do Mundo, que será realizada na Rússia. O bloco faz sua concentração na feira da Torre de TV, no Eixo Monumental. A entrada é franca. Classificação indicativa livre. 

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES