Brasília-DF,
25/MAI/2018

Conheça seis parquinhos para levar as crianças para brincar

Parquinhos ainda são ótimas opções de diversão para as crianças

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Matheus Dantas* Publicação:23/02/2018 06:07Atualização:23/02/2018 09:09
Parque Ana Lídia foi inaugurado em 1971 (Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)
Parque Ana Lídia foi inaugurado em 1971
 
Quando Lúcio Costa desenhou o Plano Piloto, ele defendeu a tese de que Brasília deveria ter um pouco da cidade no campo e um pouco do campo na cidade. Devido a essa ideia, o arquiteto implantou grandes locais de área verde, com muitos parquinhos, e assim é até hoje, já que os parquinhos de diversão não saem de moda. O Divirta-se Mais separou alguns lugares que resistiram ao tempo e estão espalhados por Brasília, para você poder levar seu filho e reviver com ele a sua infância.
 

Parque Ana Lídia (Parque da Cidade)

O parquinho infantil Ana Lídia certamente é o mais conhecido e frequentado de Brasília. Famoso por ter um foguete, o parque marca gerações de crianças até hoje, com um amplo espaço para os pequenos correrem, se divertirem nos brinquedos e fazerem piqueniques, entre tantas outras brincadeiras.
 

115 Norte

O parquinho da 115 Norte é um dos melhores da Asa Norte. Recentemente, ele foi reformado com a ajuda dos moradores que se reuniram e arrecadaram dinheiro para revitalizá-lo. O espaço conta com brinquedos de madeira, labirinto de ferro, balanço, castelinho com tela de proteção e caixa de areia nova.
 
“Eu valorizo muito trazer a Joana. Ela sempre pede para vir brincar aqui no parquinho e eu acho isso muito legal e interessante. É muito importante que ela tenha o contato com a natureza, fique perto das árvores e brinque com a areia. Assim, ela desenvolve a criatividade, gasta energia, e não fica presa somente ao ambiente interno”, afirma Manuela Morais, moradora da quadra e mãe de Joana, de 4 anos.
 

210 Norte

Na Quadra 210 Norte, um grande parquinho garante a diversão das crianças que moram por ali. Com a areia recém-trocada e com os brinquedos em perfeito estado de conservação, o espaço dispõe de boa área, com sombra, banquinhos e brinquedos até para crianças mais velhas.
 

102 do Sudoeste

Em meio a tantos prédios espalhados pelo Sudoeste, as grandes áreas verdes centralizadas nas quadras se destacam. Na quadra 102, a tranquilidade do local, aliada ao barulho do vento batendo nas árvores e flores contrastam com os banquinhos, aparelhos de musculação, quiosques de madeira, quadras poliesportivas, escorregadores, balanços e caixa de areia, construídos para os moradores, desde os pequenos, jovens, adolescentes, adultos e idosos.
 

Águas Claras

Quem pega o metrô em Águas Claras certamente já se deparou com o local em frente à estação Arniqueiras. O parquinho é muito bem preservado, com a pintura em dia e conta com piso emborrachado, gira-gira, escorregador e gangorra. Ao lado, os pais podem relaxar com o amplo espaço, com uma pequena academia pública, lanchonetes e barzinhos.
 

Taguaparque

O espaço oferece diversas opções de lazer, com quadras de futebol, volêi de areia, academia pública, pista para caminhada e parquinho infantil. O local ainda carece de algumas melhorias, porém conta com bastantes brinquedos, como dois escorregadores, caixa de areia, balanços e gangorras.
 

Desenvolvimento

Além da diversão que os parquinhos proporcionam, eles são de suma importância para o crescimento e evolução dos pequenos, fazendo com que eles desenvolvam confiança, novas habilidades, estimulando a criatividade e o contato com novos colegas. “Os parquinhos proporcionam grandes ganhos para a evolução das crianças, pois ajudam a desenvolver melhor o psicológico e o emotivo dos pequenos. Situações de desafios e tomada de decisões são alguns exemplos”, explica a pedagoga Rosalina Rodrigues, do Centro Universitário Estácio.


COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES