Brasília-DF,
21/NOV/2019

Confira a crítica do espetáculo 'Insetos', da cia. Dos Atores

A fábula apresenta narrativa divertida com temas profundos por meio do texto cômico

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Isabella de Andrade - Especial para o Correio - Publicação:25/05/2018 06:04
A cia. Dos Atores, do Rio de Janeiro, chega a Brasília com espetáculo escrito por Jô Bilac (Reprodução/Internet)
A cia. Dos Atores, do Rio de Janeiro, chega a Brasília com espetáculo escrito por Jô Bilac
 
Com texto escrito por Jô Bilac e direção de Rodrigo Portella, a Cia. dos Atores, do Rio de Janeiro, entra em cena para tratar de temas contemporâneos. Em Insetos, o elenco transita entre 12 quadros que falam de medo, manipulação e transitoriedade. A companhia, que completa 30 anos de trajetória teatral, cria diálogos importantes com o público por meio de uma narrativa divertida e construída pela possibilidade de trabalhar temas profundos por meio do texto cômico.

A narrativa ganha destaque na voz de personagens carismáticos, como a simpática barata, representante das classes sociais mais baixas. O cenário, construído inteiramente por pneus, é modificado a cada ambiente, criando uma sensação de movimento e transição constante. Há um aspecto modular na cenografia, que dialoga diretamente com a ideia de transição de vida e experiências criada pelos personagens.
 
A interpretação madura da companhia constrói o ritmo ideal para a montagem, que leva o espectador a passear por temas complexos sem se esquecer do humor que ronda os altos e baixos do cotidiano nas grandes cidades. A obra toca, sem se tornar pedagógica ou literal, em temas delicados, como controle das massas e capacidade de resistência.
 
Pelo som das risadas é possível notar que o público se identifica facilmente com as analogias propostas pelos insetos. Ao longo do espetáculo, comportamentos coletivos e individuais são revelados e o grupo mostra, mais uma vez, a eficácia do teatro para dialogar com sua própria contemporaneidade.

Serviço 

Insetos
Centro Cultural Banco do Brasil (SCES Tr. 2). De 17 de maio a 10 de junho, quinta a domingo, às 20h e sessões duplas aos sábados, às 18h e às 20h. Ingressos a R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia). Não recomendado para menores de 14 anos.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES