Brasília-DF,
22/OUT/2018

Questões como os conflitos indígenas aparecem na exposição '...suspensões...'

Obras coletivas também falam sobre feminismo e política

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Nahima Maciel Publicação:01/06/2018 06:50Atualização:31/05/2018 16:24
Dani Morosini centra suas obras na questão indígena (Dani Morosini/Divulgação)
Dani Morosini centra suas obras na questão indígena

Questões de gênero e de identidade, fragmentos do cotidiano, narrativas fantásticas e uma reflexão sobre a própria existência pautam os trabalhos dos cinco artistas que integram a exposição ...suspensões…., em cartaz no Elefante Centro Cultural. Sob curadoria de Carlos Ferreira, a mostra reúne obras nascidas da vivência e da observação dos artistas para situações contemporâneas que movimentam a sociedade.

Todos os artistas são alunos da Faculdade Dulcina, e a ideia da mostra é dar visibilidade à produção da escola. “Fizemos uma seleção de alunos que têm um trabalho poético bastante contundente”, avisa Ferreira. 

"A Faculdade Dulcina é uma instituição que vem passando por um processo grave, mas, mesmo com a crise, temos ali uma comunidade de artistas comprometidos com a linguagem.”

O feminino é tratado nas fotos de Cássia Olivier e a questão indígena, com os efeitos e consequências do genocídio, aparece nas pinturas, gravuras e desenhos de Dani Morosini. Lino Valente mostra vídeos com imagens que esbarram no fantástico, e Saulo Scheffer fragmenta o cotidiano brasiliense em uma série de fotografias. Retratos e autorretratos estão na mira de Raimundo Nonato.

“...suspensões...”

Exposição de Cássia Olivier, Dani Morosini, Lino Valente, Raimundo Nonato e Saulo Scheffer. Curadoria: Carlos Ferreira. Visitação até 16 de junho, no Elefante Centro Cultural (706 Norte, Bl.C cs. 45). Visitas agendadas pelo telefone: 34513146



COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES