Brasília-DF,
19/NOV/2018

Espetáculo 'Tom na fazenda' leva o debate da homofobia e do conservadorismo aos palcos

Peça teatral é baseada na história de Tom, que ficou viúvo após a morte de seu parceiro. A família não sabia que o filho que faleceu era gay.

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Adriana Izel Publicação:24/08/2018 06:05Atualização:23/08/2018 18:25

Após rodar o Brasil, Tom na fazenda chega a Brasília (Humberto Araújo/Divulgação)
Após rodar o Brasil, Tom na fazenda chega a Brasília

 

No ar atualmente como o Ionan de Segundo sol, o ator pernambucano Armando Babaioff está desde o ano passado rodando o país com o espetáculo Tom na fazenda. Idealizada e protagonizada por ele, a peça chega à capital como parte da seleção do Cena Contemporânea 2018, com sessões sábado (25/8) e domingo (26/8), às 21h, no Teatro do Centro Cultural Banco do Brasil.

 

O espetáculo tem como base um texto de Michel Marc Bouchard, de 2011, que foi traduzido por Babaioff e retrata a história de Tom, publicitário que vai à fazenda da família do namorado que morreu. Quando chega lá, ele descobre que a sogra não sabia da existência dele e sequer que o filho era gay.

 

Nesse contexto, a peça debate homofobia e conservadorismo. "Tom na fazenda encontra um momento no nosso país bastante propício para que o espetáculo acontecesse da forma como foi. Não sei se uma montagem dessa peça cinco anos atrás teria tido o êxito que teve", analisa Babaioff sobre o tema da produção, que já rendeu prêmios como Cesgranrio de Teatro, Botequim Cultural e Cenym de Teatro, todos de melhor ator.

 

"O que me deixa realizado é ser o produtor e idealizador desse espetáculo e ter encontrado nesse texto um lugar que dava vazão a várias questões que eu tinha interesse em discutir e colocar em cena", explica o ator, que divide cena com Kelzy Ecard, Gustavo Vaz e Camila Nhary. A direção é de Rodrigo Portella.


Serviço

Tom na fazenda — Cena Contemporânea

Teatro CCBB (SCES, Tc. 2). Sábado (25/8) e domingo (26/8), às 21h. Com Armando Babaioff, Kelzy Ecard, Gustavo Vaz e Camila Nhary. Direção de Rodrigo Portella e texto de Michel Marc Bouchard. Entrada a R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia). Assinantes do Correio pagam meia-entrada. Não recomendado para menores de 18 anos.

 

 

Outros espetáculos do Cena Contemporânea neste fim de semana

 

Os beatniks em psicose 

(Novos Candangos, DF; não recomendado para menores de 18 anos). Sexta-feira (24/8) e sábado (25/8), às 19h, na Sala Adolfo Celi da Casa D’Itália (208/209 Sul). Entrada a R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia).

 

Buda 

(Banda Mirim, SP; classificação indicativa livre). Domingo (26/8), às 11h e 17h, no Teatro Plínio Marcos (Funarte). Entrada a R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia).

 

Copo de leite 

(Cia. (Ex) Ordinária de Teatro, DF; não recomendado para menores de 16 anos). Domingo (26/8), às 20h, no Teatro Sesc Paulo Gracindo (Gama). Entrada franca.

 

Cria 

(Caísa Tibúrcio, DF; não recomendado para menores de 16 anos). Sexta-feira (24/8), às 20h, no Teatro Sesc Paulo Gracindo (Gama). Entrada franca. Sábado (25/8), às 20h, no Teatro Sesc Paulo Autran (Taguatinga). Entrada franca.

 

Domínio público 

(Núcleo Corpo Rastreado, SP; classificação indicativa livre). Sexta-feira (24/8) e sábado (25/8), às 21h, no Auditório do Museu Nacional da República (Esplanada dos Ministérios). Entrada a R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia).

 

Ícaro 

(Luciano Mallmann, RS; não recomendado para menores de 14 anos). Sexta-feira (24/8), às 20h, no Teatro Sesc Paulo Autran (Taguatinga). Entrada franca. Sábado (25/8), às 20h, no Teatro Sesc Paulo Gracindo (Gama). Entrada franca. Domingo (26/8), às 21h, no Teatro Sesc Garagem (Asa Sul). Entrada a R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia).

 

Inka clown 

(Cia Circo Rebote, DF, classificação indicativa livre). Domingo (26/8), às 10h, na Feira Permanente de São Sebastião. Entrada franca.

 

Lili Marlene — Um musical 

(Fause Hauten, SP; não recomendado para menores de 14 anos). Sexta-feira (24/8) e sábado (25/8), às 21h, no Teatro Sesc Garagem (Asa Sul). Entrada a R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia).

 

Mateus da Lelé Bicuda 

(Mamulengo Presepada, DF; classificação indicativa livre). Domingo (26/8), às 12h, na Feira Permanente de São Sebastião. Entrada franca.

 

OVO 

(Agon Teatro, PR; não recomendado para menores de 14 anos). Sábado (25/8) e domingo (26/8), às 19h, no Teatro dos Bancários (Asa Sul). Entrada a R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia).

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES