Brasília-DF,
23/OUT/2018

Peça propõe reflexão poética sobre como a sociedade lida com problemas contemporâneos

'Sonho vagabundo' fica em cartaz nesta sexta e sábado no teatro Sesc Silvio Barbato

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Ronayre Nunes* Publicação:05/10/2018 06:06

A peça apresenta referências que vão desde Charles Chaplin até Emmett Kelly (Thiago Sabino/Divulgação)
A peça apresenta referências que vão desde Charles Chaplin até Emmett Kelly

 

Sob direção de Denis Camargo e atuação solo de Rafael Trevo, da Cia. da Sorte, a peça Sonho vagabundo sobe aos palcos sexta e sábado, a partir das 20h, no teatro Sesc Silvio Barbato. A produção propõe uma reflexão especialmente poética sobre como a sociedade moderna lida com problemas contemporâneos. A visão é a de um palhaço "vagabundo" que segue andante entre a fome do dia e a alimentação de sonhos pela noite.

 

O ator também pontua que o alto nível de mensagem poética do espetáculo permite diversas interpretações: "Ele tem a companhia da flor, é como se ela fosse a parceira dele. Há um drama entre os dois, ele se relaciona com esses objetos, porque é tudo que ele tem. O texto fala muito do impacto do humano no planeta, como nos relacionamos com esse ambiente. A ideia é mostrar que menos é mais —  eu tive umas experiências em relação a isso que se reflete na apresentação".

 

*Estagiário sob a supervisão de Vinicius Nader

 

Serviço

Sonho vagabundo

 

Teatro Sesc Silvio Barbato (SCS Q.2; 99996-7993). Sexta (5/10) e sábado (6/10), às 20h. Entrada franca mediante a doação de 1 kg de alimento não perecível. Classificação indicativa livre.

 

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES