Brasília-DF,
21/MAI/2019

Prêmio Sesc do Teatro Candango promove valorização do teatro local

As peçam têm entrada franca

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Adriana Izel Publicação:23/11/2018 06:02Atualização:22/11/2018 18:05

Cria, do grupo Criadouros, é uma das montagens do fim de semana (Diego Bresani/Divulgação)
Cria, do grupo Criadouros, é uma das montagens do fim de semana

 

O Prêmio Sesc do Teatro Candango tem como objetivo fomentar o cenário de artes cênicas de Brasília exibindo 10 montagens de grupos e artistas da cidade, selecionados por uma comissão julgadora, durante oito dias, com entrada franca.

 

“A seleção é feita por um grupo de curadores do próprio Sesc e, durante a mostra, que é competitiva, a gente convida uma comissão externa para avaliar. Tivemos aproximadamente 45 inscritos, e o prêmio contempla três categorias: adulto, infantil e de rua”, explica Ivaldo Gadelha, responsável pelo Prêmio Sesc.

 

Após a encenação das peças em dois teatros, o Sesc Garagem (Asa Sul) e Paulo Gracindo (Gama), e a céu aberto, na Feira da Torre de TV (Eixo Monumental), os melhores serão premiados em dinheiro, em prêmios que somados chegam a R$ 35,5 mil.

 

Programação

 

Pela categoria teatro adulto, o festival exibe nesta sexta o espetáculo de Diego de Léon, Virgínia numa noite climão. A produção acompanha a história de George e Marta, um casal que perdeu um prêmio e precisa enfrentar a derrota cara a cara.  

 

No sábado, o palco será ocupado pela encenação de Cria, do grupo criadouros. A peça, que tem direção de Ana Flávia Garcia, conta o percurso de duas mulheres que transitam e migram entre lugares e formas diferentes. No domingo, Stanisloves-me, do Teatro Pândego, ocupa o Sesc com a história de Maria, uma jovem atriz estudante de artes cênicas que começa a questionar as próprias crenças.

 

A categoria do Teatro de Rua começa as exibições no sábado a partir das 17h na Feira da Torre de TV, no Eixo Monumental. A estreia é com Segura mamãe, da Cia da Sorte. 

 

A produção mostra as aventuras de Dona Lelê e Trevolino, que fugiram do circo e acabam se metendo em muitas trapalhadas. No dia seguinte, Columpio, do Circo Teatro Rebote, ocupa a feira com um espetáculo que mostra o fantástico show de variedades de dois palhaços vividos por Erika Mesquita e Atawallpa Coello, com direção de José Regino.

 

Serviço

Prêmio Sesc do Teatro Candango 2018

Teatro Sesc Garagem (913 Sul).

Nesta sexta, às 20h30. Espetáculo Virgínia numa noite climão, de Diego de León (Com Alexandre Medeiros, Diego de León, Ivan Zanon e Tati Ramos; Não recomendado para menores de 14 anos).

Sábado, às 20h30. Espetáculo Cria, de Criadouros (Direção Ana Flávia Garcia. Com Caísa Tibúrcio e Nara Faria Direção de Arte; Não recomendado para menores de 16 anos).

Domingo, às 20h30. Espetáculo Stanisloves-me, do Teatro Pândego (Direção Simone Reis. Com Simone Reis e Bruna Martini; Não recomendado para menores de 12 anos). Entrada franca.

 

Feira da Torre de TV (Eixo Monumental)

Sábado, às 17h. Espetáculo Segura mamãe, da Cia da Sorte (Direção Rafael Trevo. Com Rafael Trevo e Lelê Marins). Classificação indicativa livre.

Domingo, às 17h. Espetáculo Columpio, do Circo Teatro Rebote (Direção José Regino. Com Erika Mesquita e Atawallpa Coello). Classificação indicativa livre. Entrada franca.

 

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES