Brasília-DF,
17/DEZ/2018

Troca de experiência teatral no Teatro e faculdade Dulcina

'28ª Mostra Dulcina' traz performances de estudantes da faculdade Dulcina e espetáculos consagrados

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
João Paulo Zanatto* Publicação:07/12/2018 06:01
Fernando Guimarães, diretor da peça Essa coisa chamada amor (João P. Telles/Divulgacao)
Fernando Guimarães, diretor da peça Essa coisa chamada amor

Continuando a todo vapor, a 28ª Mostra Dulcina traz performances teatrais feitas por estudantes da faculdade, no Centro de Dança do DF, além do espetáculo convidado Carmen, ambos no Teatro Dulcina.

Nesta sexta-feira, quem toma conta dos palcos é o espetáculo Essa coisa chamada amor, de Fernando Guimarães, em que três casais discutem o sentimento a partir do próprio ponto de vista. A peça esteve em cartaz no 1º Festival Dulcina e foi sucesso absoluto.

No domingo será a vez de Carmen, espetáculo de dança da cia Balé da cidade de Brasília, que tem a conceituada bailarina Regina Maura como diretora. A apresentação é inspirada na ópera de Georges Bizet, e conta a trágica história de amor entre uma cigana, Carmen, e um oficial do exército, Don José.

*Estagiário sob a supervisão de Vinicius Nader

Serviço
28ª Mostra Dulcina
Teatro Dulcina (Conic). Sexta-feira, às 21h. Essa coisa chamada amor. Entrada franca. Não recomendado para menores de 16 anos. Carmen. Domingo, às 18h.  Ingressos R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia), doadores de 1kg de alimento pagam meia. Classificação indicativa livre. Centro de Dança do DF (SAN Q. 1; 3322-5593). Performances de estudantes da faculdade Dulcina de Moraes. Domingo, das 17h às 20h45. Entrada franca. Classificação indicativa livre.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES