Brasília-DF,
15/NOV/2019

Espetáculo 'Ovo' traz a magia do Cirque du Soleil a Brasília

A apresentação mostra temas como empatia e solidariedade

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Nahima Maciel Publicação:05/04/2019 06:02
A direção do espetáculo fica por conta de Deborah Colker (Cirque du Soleil/Divulgação)
A direção do espetáculo fica por conta de Deborah Colker

 
Enigma, conhecimento e aceitação estão no cerne do enredo de Ovo, espetáculo do Cirque du Soleil com direção de Deborah Colker e que fica em cartaz em Brasília até 13 de abril. 

No palco, uma comunidade de insetos recebe um estrangeiro que carrega um ovo. De início, esse novato não consegue ser bem recebido pelos seus pares. Mas uma paixão vai mudar o rumo da história. 

“Acho que é muito atual a história do estrangeiro rejeitado, do amor que é capaz de ultrapassar fronteiras, do enigma. Eu humanizei esses insetos. Dei a eles uma vida de afeto e dramaturgia”, explica Deborah Colker.

A coreógrafa criou o espetáculo em 2009, a pedido de Guy Laliberté, um dos fundadores do Cirque du Soleil. Na época, Guy pediu a ela um espetáculo para a família e que pudesse ficar em cartaz durante 15 anos. Já faz uma década que a história de Ovo roda o mundo, mas essa é a primeira vez que será apresentada no Brasil. Brasília é a terceira parada, depois de Rio de Janeiro e Belo Horizonte. 

Ainda este ano, Ovo também sobe ao palco em São Paulo. “Dá para olhar para Ovo e achar que é uma comunidade de insetos aprontando. E os figurinos são lindos. É uma joia. Acho que ele tem uma atemporalidade, é um espetáculo que tem um tema muito contemporâneo”, avisa a coreógrafa.

Ela acompanhou Ovo até 2012, mas depois nunca mais havia assistido ao espetáculo. Em 2016, Deborah transformou em arena a dinâmica cênica pensada, originalmente, para uma tenda. No ano passado, foi a Londres conferir e assistiu a uma apresentação no Royal Albert Hall, uma das casas de maior prestígio da cena londrina. 

Ficou impressionada com a quantidade de equipamentos e pessoal necessário à montagem. “Parece um show dos Stones”, garante. “Os insetos são muito delicados, destemidos, e tem os gestos, a movimentação. É um espetáculo que se propõe a contar uma história do início ao fim. Em duas palavras: movimento e energia.”

Serviço
Ovo

Espetáculo do Cirque du Soleil, com coreografia de Deborah Colker. Até 13 de abril, no Ginásio Nilson Nelson. Terça e quarta, às 21h, quinta e sexta, às 17h e às 21h, sábado, às 14h* e 18h* / às 17h e às 21h, e domingo, às 16h e às 20h *apenas em datas específicas. Classificação indicativa livre. Menores de 12 anos de idade somente acompanhados dos pais ou responsáveis legais. Sujeito à alteração por decisão Judicial. Ingressos: setor 3, R$ 260 e R$ 130 (meia), setor 2, R$ 320 e R$ 160 (meia), setor 1, R$ 440 e R$ 220 (meia) e premium R$ 550 e R$ 275 (meia)

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES