Brasília-DF,
25/JUN/2019

Darlan Rosa acrescenta monumento 'Para brincar com os olhos' no CCBB

Jardim do espaço ganha novas esculturas destinadas ao público infantil

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Devana Babu* - -- Publicação:24/05/2019 06:00Atualização:23/05/2019 18:27

Novos brinquedos criados por Darlan Rosa vão instigar a imaginação das crianças (Telmo Ximenes/Divulgação)
Novos brinquedos criados por Darlan Rosa vão instigar a imaginação das crianças

 

No dia 28 de maio se comemora o Dia Internacional do Brincar. Sábado, das 15h às 17h, o brincar brasiliense ganhará festa e presente antecipados no CCBB. O artista Darlan Rosa, autor do Casulo interativo e dos bancos-moisés — aquelas esculturas interativas do jardim do centro cultural — levará mais uma obra para fazer companhia as outras.

 

A instalação Para brincar com os olhos é um painel de 14m de largura e 3,5m de altura que ensina as crianças a formar qualquer desenho com curvas, numa espécie de história em quadrinhos. No final, ímãs em forma de retas e curvas convidam as crianças a botar em prática o que aprenderam. “Apesar dos ímãs, a ideia é que a criança brinque com o olhar, seguindo labirintos, procurando coisas escondidas”, descreve o artista.

 

A carreira de Darlan ganhou o grande público, na década de 1960, quando ele, aos 20 anos de idade, apresentava o programa infantil Carrossel, na TV Brasília. Todas as tardes, Titio Darlan — que não gostava muito do apelido — apresentava desenhos animados, comandava brincadeiras e ensinava as crianças a desenhar.

 

“Muitos me contam que viraram artistas plásticos me assistindo”, orgulha-se. Com a ajuda dos personagens Carol e Caio, duas simpáticas curvinhas que, em seus encontros e desencontros, eram capazes de formar qualquer figura, Darlan ia desenhando num flipchart e ensinando as crianças. Cinco décadas depois, a mesma história é contada para as crianças de uma nova geração. “Tenho a impressão de que muitos adultos, que assistiram ao programa, vão se identificar”, aposta.

 

Além do programa infantil, Darlan trabalhou em outros canais de televisão, com computação gráfica e criou personagens para campanhas nacionais e internacionais voltadas para a saúde infantil, como o famoso Zé Gotinha. Em 2008, inaugurou as peças que se encontram no CCBB. A ideia surgiu quando ele observou que as crianças gostavam muito de brincar nas esculturas dele que estão expostas no Memorial JK. “É perigoso, porque as esculturas não foram feitas pra isso”. Agora, com o Casulo, os bancos-moisés e o novo painel, as crianças têm obras de arte seguras para brincar.

 

*Estagiário sob a supervisão de Vinicius Nader 

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES