Brasília-DF,
16/JUL/2019

Festa Candanga de Cultura Popular será sábado no Serpentina Zero Grau

Festival ocorre com a ideia de juntar a cena da cultura popular do Distrito Federal

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Correio Braziliense Publicação:21/06/2019 06:00Atualização:20/06/2019 14:09
Seu Estrelo e Fuá do Terreiro é uma das atrações do evento (Celio Maciel/Divulgação)
Seu Estrelo e Fuá do Terreiro é uma das atrações do evento

Há quem diga que os brasilienses não têm cultura nem sotaque. Discussão antiga. Caçula entre os irmãos, a cidade de apenas 59 anos caminha na direção de construir uma identidade própria e com bases sólidas. Nesse trajeto, o que não falta na capital são misturas e referências, bem do “jeitinho brasileiro” de ser. Para proclamar a cultura e comemorar a essência inovadora, chega ao DF neste fim de semana a primeira edição da Festa Candanga de Cultura Popular.

Alessandro Lehmann, 36, cientista político e produtor cultural do evento, conta que a festa veio para juntar maracatu, coco, forró e samba, e para mostrar Brasília como uma cidade criada para guardar a diversidade cultural brasileira. “A ideia é juntar a cena da cultura popular do DF, pra gente não deixar morrer. Essa festa é uma junção de várias outras festas. A gente vai pegar a essência de cada grupo integrante para fazer essa grande festa de cultura popular”, disse.

As expectativas para o evento estão altas. Como o local da festa já tem um público cativo do samba, o produtor espera que 600 pessoas passem pela celebração durante o fim de semana.

O evento não conta com nenhum investimento público, nem apoio de órgãos como a Secretaria de Cultura e Economia Criativa e a Secretaria de Turismo do Distrito Federal. “Os recursos saem do nosso próprio bolso. A gente está fazendo “na raça” mesmo, para contemplar os brasilienses com uma festa bonita”, afirma o produtor.

Com teor de festa junina, além das apresentações dos artistas e grupos da cidade, a Festa Candanga de Cultura Popular terá barracas com comidas típicas do arraiá.

Serviço

Festa Candanga de Cultura Popular
Serpentina Zero Grau (SIG Q. 3 Bl.C). Sábado (22/6), a partir das 20h, e domingo, a partir das 18h. Ingressos a R$ 5. Não indicado para menores de 18 anos.

O que fazer em Brasília


Arraiá do Parque da Cidade
Parque da Cidade (Estacionamento 12). Sábado e domingo, das 16h às 22h. Comidas típicas, música ao vivo, forró, bebidas, drinques, concursos, apresentações das melhores quadrilhas de Brasília, quadrilha aberta ao público, tiro ao alvo, touro mecânico e muito mais! Ingressos a R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia-entrada com carteirinha ou 1kg de alimento. Crianças até 12 anos não pagam. Classificação Indicativa livre.

ATENTXS E FORTES: 50 anos de stonewall
Casa da Cultura da América Latina da UnB 
(SCS Q. 4 — Ed. Anápolis) Em exibição até 31 de julho. De segunda a sexta, das 10h às 19h, e sábado, das 14h às 18h. Exposição de arte queer com obras que falam sobre resistência e lembram o levante de Stonewall, ocorrido há 50 anos, quando gays, lésbicas e transexuais revidaram a violência policial e iniciaram a campanha pelos direitos civis dos homossexuais. A mostra é um evento paralelo ao Seminário LGBTI+ do Congresso Nacional, com obras de 16 artistas, entre eles está o maior representante da arte queer brasileira, Victor Arruda, em atividade há mais de 50 anos. Entrada gratuita. Não indicado para menores de 18 anos.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES