Brasília-DF,
22/NOV/2019

Seja um dálmata, no teatro, até a sua hora expirar

Integrantes da Cia. Néia e Nando leva aos palcos adaptação cênica do aclamado filme e interagem com a plateia, por mais de uma hora

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Devana Babu* - -- Publicação:21/06/2019 06:44Atualização:20/06/2019 15:54
Crianças podem ser dálmatas durante uma hora e participar da peça (Paki/ Divulgação)
Crianças podem ser dálmatas durante uma hora e participar da peça


Inspirado no filme clássico da Disney de 1996, o espetáculo 101 Dálmatas, da Cia Teatral Néia e Nando, será levado ao Teatro da Escola Parque 307/308 Sul neste final de semana, e fica em cartaz até 30 de junho. A história e os personagens são basicamente os mesmos do filme: o designer de jogos Roger Dearly, dono do dálmata Pongo, que se apaixona pela dálmata Prenda, da estilista Anita Campbell-Green, que se apaixona por Roger.
 
Tanto os dálmatas quanto os humanos se casam e, da parte dos cachorros, nasce uma ninhada de 15 filhotinhos. Inspirada nos pets, Anita projeta um casaco com manchas, o que desperta em sua chefe, a estilista Cruella de Vil, a terrível ambição de usar os próprios animais para fazer um casaco de peles reais. Essa situação conduz a uma série de aventuras e peripécias que culmina com a adoção, por parte de Anita e Roger, de mais um bocado de filhotes, somando 101 deles.
 
A cada sessão do espetáculo da Néia e Nando, 20 crianças com idade entre três e nove anos podem ser dálmatas durante uma hora e participar da peça. Basta ligar para o número da companhia, agendar a participação e comparecer ao colégio uma hora antes do início do espetáculo para ensaiar e vestir os figurinos. “A gente quer quebrar com essa coisa do ‘se apresentar e estar no palco’, quebrar com a espetacularização”, diz Nando Villardo, fundador da companhia.
 
Interação é a palavra de ordem. No início do espetáculo, por exemplo, a atriz que interpreta Cruella anota o telefone de alguns convidados e, em cena, liga para eles. Outros objetivos da companhia são proporcionar um espetáculo divertido tanto para adultos quanto para crianças, e para elas, transmitir mensagens positivas, como o cuidado com os animais. “A gente trabalha a coisa da emoção, do amor pelo animal, do cuidado que tem que ter quando os cachorrinhos nascem”, explica Nando.

*Estagiário sob supervisão de Igor Silveira

Serviço
 
101 Dálmatas

Teatro da Escola Parque 307/308 sul (3242-5278). Amanhã (sábado, 22/06) e domingo (dia23/06), às 17h. Ingressos: R$ 40 (inteira), R$ 20 (meia-entrada). Classificação indicativa livre.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES