Brasília-DF,
21/SET/2019

VI edição do Festival Primeiro Olhar começa neste sábado (31/8)

Com quatro espetáculos da companhia La Casa Incierta, responsável pelo evento, o festival dribla os cortes de verbas se unindo a parceiros de peso

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Devana Babu* - -- Publicação:30/08/2019 06:06Atualização:29/08/2019 17:00
O Festival Primeiro Olhar, da companhia teatral La Casa Incierta, valoriza uma poética requintada para um público altamente exigente: os bebês
 (La Casa Incierta/Divulgação)
O Festival Primeiro Olhar, da companhia teatral La Casa Incierta, valoriza uma poética requintada para um público altamente exigente: os bebês
 
O festival Primeiro Olhar, da Cia de teatro hispano-brasileira La Casa Incierta, está completando seis anos de atividade. O que é interessante, posto que tanto o festival quanto o grupo produzem um tipo de teatro especialmente pensado para pessoas na primeira infância, que vai dos 0 aos 6 anos de idade. Ao se despedir de sua primeira infância, o festival deixa para trás um legado que colocou Brasília como uma cidade pioneira, e referência, naquilo que se conhece como teatro para bebês.

"Este ano a gente está fazendo um festival diferente. Como houve cancelamento do FAC, a gente cancelou algumas atrações, algumas internacionais", justifica a atriz Clarice Claudell, uma das fundadoras da companhia. Nesta edição, o festival contará apenas com espetáculos da própria Companhia — as peças Canto do medo, Pupila D’águaCafé Frágil e Geometria dos Sonhos.

Apesar de enfraquecido pelo corte de verbas, várias forças vieram se somar à iniciativa. A primeira semana de apresentações será realizada em parceira com o Festival Cena Contemporânea — outro que sofreu com os cortes. E, a partir deste ano, o evento passa a integrar a Fibra — Rede de Festivais Internacionais Brasileiros para Crianças e Jovens. "A gente se uniu pra fazer parcerias e ações conjuntas nos próximos anos, captar verbas e se articular a nível nacional", explica Clarice.

E tem mais novidades: haverá exposição da série Aldeia Adormecida, do artista multidisciplinar Gabriel Guirá, voltada para o mesmo público do festival; e será lançado o canal virtual Bebelume, que conta com direção artística de Clarice. "É um canal on-line de vídeos poéticos pra primeira infância. Existe muita pouca produção deste tipo, não só na América Latina como no mundo. Poucos artistas ousam criar, então, nos deu o desejo de dar esse passo", afirma a diretora.

*Estagiário sob a supervisão de Igor Silveira

Serviço
Festival Primeiro Olhar — VI Festival Internacional de Artes Cênicas para a Primeira Infância
Espaço Cultural Renato Russo (508 Sul). Sábados de domingos, de 31 de agosto a 22 de setembro, às 11h e às 16h. Ingressos: R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia-entrada).

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES