Brasília-DF,
19/OUT/2019

Artista expõe obras feitas com materiais do cerrado

Marroquino Hassan Bourkia traz peças com materiais encontrados no solo do Planalto Central

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Nahima Maciel Publicação:13/09/2019 06:00Atualização:12/09/2019 17:54
A exposição fica em cartaz até 25 de outubro na Galeria Karla Osório (Hassan Bourkia/Divulgação)
A exposição fica em cartaz até 25 de outubro na Galeria Karla Osório

 
Hassan Bourkia veio do Marrocos sem nenhum material. Deixou para reunir o que precisava depois de se familiarizar com Brasília. Uma residência de 40 dias, a convite da galerista Karla Osório, trouxe o marroquino para a capital e resultou na exposição Percursos da matéria. Em cartaz na Galeria Karla Osório, a mostra reúne trabalhos concebidos na capital com materiais encontrados no solo do Planalto Central. "Aqui, encontrei a energia dessa terra multicultural, essa terra cor de tijolo e amarelo-ocre, esses espaços largos e vazios, a alma de seus escritores, de seus poetas e de seus pintores. Fiquei deslumbrado por sua arquitetura, suas estradas, suas plantas, seus pássaros, seus insetos e mesmo pelas suas noites e seus ventos", conta o artista.

As obras tridimensionais, que misturam pintura com os objetos encontrados pelo artista, são também fruto da convivência de Bourkia com as pessoas e a paisagem. Acostumado a refletir e produzir tendo em mente questões contemporâneas como a imigração e a identidade, ele conta que boa parte de seu trabalho nasce de uma demanda poética percebida pela convivência com os materiais e as realidades locais.

Radicado em Marrakech (Marrocos), Bourkia é uma referência na arte contemporânea produzida no norte da África e é conhecido pela abordagem lírica trabalhada na abstração e na materialidade dos objetos. "Na realidade, são os caminhos que sonham conosco, que nos dão a possibilidade de ir em busca de nós mesmos para nos reencontrarmos de outra maneira. E aí, tudo o que nos espera, talvez depois de décadas, se abre na nossa frente e se espalha: os objetos esquecidos, sem família, sem linguagem, a poeira, que é nativa da origem do tempo", avisa Bourkia, que se debruça sobre um olhar muito poético para construir seus objetos.

Serviço
Percursos da matéria
Exposição de Hassan Bourkia. Visitação até 25 de outubro, de segunda a sexta, das 9h às 18h30, e sábado, das 10 às 14h, na Galeria Karla Osório (SMDB Conjunto 31, Lote 1B)

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES